Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PSI-20 volta ao vermelho com EDP e BCP a abrirem caminho

O índice nacional caminhou para terreno negativo lado a lado com as principais praças europeias. Por cá, a EDP e o BCP são as cotadas de peso que guiam o índice nesse sentido.

A bolsa portuguesa tem sido incapaz de atrair novas empresas para o mercado de capitais português.
Miguel Baltazar
Ana Batalha Oliveira anabatalha@negocios.pt 08 de Julho de 2020 às 08:14
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A bolsa nacional abriu em queda, com o PSI-20 a cair 0,55% para os 4.427,68 pontos. A pressionar o desempenho do índice estão catorze cotadas que seguem no vermelho, deixando apenas uma isolada no verde e três inalteradas.

Lá fora o sentimento é igualmente negativo, com os investidores a preocuparem-se com a evolução da pandemia. Nos Estados Unidos continuam a bater-se recordes: de mortes no caso do Arizona, de hospitalizações na Califórnia e de novos casos no Texas.  

Por cá, EDP e BCP são os pesos pesados em destaque no vermelho. A elétrica fecha o pódio das perdas com uma quebra de 1,19% para 4,47 euros, seguida do banco liderado por Miguel Maya, que desce 1,10% para 10,78 cêntimos. A companhar de perto está a EDP Renováveis, que se coloca um degrau após o banco, a perder 0,76% para os 13,6 euros.

As ações da EDP e da EDP Renováveis (EDPR) aliviam depois de terem fechado ontem em forte alta, com os investidores a reagiram de forma positiva às escolhas das empresas para substituírem António Mexia e João Manso Neto, confiando que Miguel Stilwell e Rui Teixeira vão manter a execução do plano estratégico. Os títulos também beneficiaram com uma nota de research positiva, com o banco de investimento internacional Berenberg a recomendar aos clientes a compra de ações da EDP e também da EDPR.

Ainda com alguma força no vermelho está a Galp, ao recuar 0,66% para os 10,55 euros. A petrolífera cai a par com a matéria-prima, num dia em que o barril, tanto em Londres como em Nova Iorque, resvala em torno de 0,5%, penalizado por um relatório que indica um aumento das reservas, numa altura em que a procura deve sair afetada pelos novos surtos de coronavírus a nível mundial.

Isolada no verde segue outra representante do mundo da energia, a REN, que sobe 0,2% para os 2,46 euros. 

(Notícia em atualizada às 08:29)

Ver comentários
Saber mais PSI-20 bolsa mercados Euronext cotadas empresas índice nacional Lisboa Europa
Outras Notícias