Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PSI-20 acentua perdas para 1% com Nos e JM a pressionar

A bolsa nacional está a negociar em queda pela segunda sessão consecutiva, acompanhando as perdas na Europa. Os principais índices recuam mais de 1% depois de ter sido revelado que as exportações da China afundaram em Fevereiro.

Bloomberg
Rita Faria afaria@negocios.pt 08 de Março de 2016 às 11:06
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

A bolsa nacional está a acentuar as perdas do início da sessão, acompanhando a tendência negativa das principais praças europeias. O PSI-20 desce 1,02% para 4.878,59 pontos, com 15 cotadas em queda e apenas duas em alta.

Na Europa, os principais índices registam descidas superiores a 1%, penalizadas pelas empresas de matérias-primas. Isto depois de a China ter revelado que as exportações caíram 25,4% em Fevereiro face ao mesmo mês do ano anterior, a maior descida desde Maio de 2009.   

O índice de referência para a Europa, o Stoxx600, cai 1,26% para 336,64 pontos. No Velho Continente, a bolsa de Atenas é a única excepção, com uma subida de 0,83%.

Na bolsa nacional, a Nos e a Jerónimo Martins são as cotadas que mais pressionam o PSI-20. A empresa liderada por Miguel Almeida desvaloriza 1,83% para 5,953 euros enquanto a retalhista recua 1,23% para 13,645 euros.

A contribuir para a descida do PSI-20 está também a Galp Energia, que deprecia 1,03% para 11,05 euros, acompanhando a descida dos preços do petróleo nos mercados internacionais. Ainda assim, o Brent mantém-se acima dos 40 dólares por barril, uma fasquia que superou ontem pela primeira vez desde Dezembro.

Ainda na energia, a EDP Renováveis perde 1,38% para 6,38 euros e a EDP ganha 0,84% para 2,776 euros. Em comunicado enviado esta segunda-feira à CMVM, a eléctrica informou que António Mexia adquiriu 30 mil acções da empresa. O CEO da EDP investiu um total de 86.270 euros na operação, passando assim a deter 71 mil acções da energética.

 

Na banca, o BCP cai 1,76% para 3,91 cêntimos e o BPI desvaloriza 1,56% para 1,201 euros.

 

As maiores descidas são protagonizadas, nesta altura, pela Teixeira Duarte e pela Impresa. A construtora cai 4,29% para 29 cêntimos enquanto a Impresa desce 5,78% para 39,1 cêntimos, o valor mais baixo desde Janeiro de 2013. 

Ver comentários
Saber mais Europa China Velho Continente Atenas Jerónimo Martins Nos bolsa nacional PSI-20
Mais lidas
Outras Notícias