Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PSI-20 cai mais de 2% pressionado por Jerónimo Martins e Galp Energia

A bolsa nacional está a perder mais de 2%, a reflectir os receios do contágio da crise da divida da Europa à Itália. Os receios em torno do abrandamento do crescimento económico dos Estados Unidos e da China também estão a pressionar o índice português, que negoceia a par da Europa no vermelho.

Andreia Major amajor@negocios.pt 11 de Julho de 2011 às 10:27
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
O PSI-20 perde 2,23% para 6.991,52 pontos, com as 20 cotadas a negociarem em terreno negativo.

Na Europa a tendência é também de perdas, uma vez que os mercados europeus estão a reflectir o intensificar dos receios de que a Itália possa ser a próxima “vítima” num contexto de um possível contágio da crise da dívida.

Na passada sexta-feira, a bolsa da Itália fechou em mínimos de um ano, além de que os juros sobre os títulos de dívida no mercado secundário dispararam para valores que não se registavam há vários anos.

Hoje, irá realizar-se uma reunião dos altos responsáveis da União Europeia, onde estarão presentes Durão Barroso e Jean-Claude Trichet. No encontro serão definidas estratégias para os próximos meses com o objectivo de impedir o contágio.

O desempenho das bolsas europeias está também a ser influenciado pelos sinais de abrandamento do crescimento económico dos Estados Unidos e da China.

Por cá, as cotadas que mais pressionam o índice nacional são a Jerónimo Martins e a Galp Energia. A retalhista segue a perder 3,37% para 13,625 euros, e a petrolífera cede 1,5% para 15.75 euros.

No sector das energias, a tónica é a mesma. A contribuir menos para as perdas está a REN, a registar uma depreciação ligeira de 0,25% para 2,392 euros. A EDP cai 1,44% para 2,398 euros, e a EDP Renováveis perde 1,3% para 4,468 euros.

Segue-se a Portugal Telecom, a recuar 1,9% para 6,492 euros, e o BCP, que cai 3,7% para 0,338 euros, renovando um novo mínimo histórico.

No restante sector da banca, a tendência é também de perdas. O BES recua 4,22% para 2,337 euros, e juntamente com o BCP, é dos bancos que mais está a pressionar o sector da banca europeu. O BPI cede 2,9% para 0,905 euros, e o Banif tomba 4,67% para 0,592 euros.

A Mota-Engil desvaloriza 1,66% para 1,422 euros, e a Sonaecom SGPS cede 0,79% para 1,5 euros. A Zon recua 0,41% para 3,132 euros.

Ver comentários
Saber mais PSI-20 Itália Estados Unidos China economia BCP EDP
Outras Notícias