Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Banca leva PSI-20 a cair mais de 1%

A bolsa nacional encerrou a sessão de segunda-feira a perder mais de 1%, com o sector da banca a pressionar e a reflectir os receios provocados pelo chumbo do Tribunal Constitucional a quatro medidas do Orçamento do Estado deste ano.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 08 de Abril de 2013 às 16:50
  • Assine já 1€/1 mês
  • 99
  • ...

O PSI-20 recuou 1,37% para 5.558,37 pontos, com 17 cotadas a desvalorizarem, duas a subirem e uma a negociar inalterada. O principal índice de bolsa português perdeu território em oito das últimas nove sessões e mais do que compensou os ganhos registados nos primeiros meses do ano, registando agora uma perda de 1,7% face ao início do ano.

 

Entre as principais praças europeias, a tendência foi de recuperação das perdas recentes com o índice de referência para a Zona Euro, Stoxx 600, a valorizar 0,3%.

 

Em Lisboa, foram os títulos do BES que mais pressionaram o índice principal ao recuarem 3,40% para 0,71 euros. Também a contribuir para a tendência de perdas esteve o BCP ao depreciar 3,53% para 0,082 euros e o BPI que recuou  3,03% para 0,896 euros.

 

A Jerónimo Martins foi, a par da petrolífera Galp Energia, uma de duas cotadas que contrariaram maiores perdas do índice principal ao longo da sessão. Contudo, a dona dos supermercados Pingo Doce, terminou a sessão a perder 0,89% para 15,675 euros.

 

A petrolífera Galp Energia também encerrou a sessão a desvalorizar 0,59% para 11,71 euros. 

 

Pela positiva destacou-se a construtora Mota-Engil ao avançar 2,37% para 1,77 euros. A tecnológica Novabase progrediu 1,50% para 2,639 euros e também contrariou a tendência de desvalorização.

 

A Brisa, que não integra o PSI-20, avançou 6,28% para 2,20 euros antes de sair de bolsa na próxima quarta-feira. O valor das acções da concessionária aproximou-se, desta forma, do preço de 2,22 euros a que os investidores poderão alienar as suas acções, caso pretendam, através de um pedido colocado junto do seu intermediário entre 11 de Abril e 13 de Maio.

 

A eléctrica EDP recuou 0,91% para 2,29 euros e a participada para a energia eólica, EDP Renováveis, declinou 1,98% para 3,615 euros. A REN, que gere a rede eléctrica nacional, perdeu 0,65% para 2,144 euros.

 

O sector das telecomunicações não escapou às perdas, com a Portugal Telecom a avançar 0,62% para 3,82 euros. A Sonaecom perdeu 0,54% para 1,656 euros e a Zon Multimédia depreciou 0,96% para 3,10 euros. 

 

(Notícia actualizada às 17h com mais cotações)

Ver comentários
Saber mais bolsa PSI-20 acções mercado
Mais lidas
Outras Notícias