Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PSI-20 caiu quase 4% com todas as cotadas em queda após referendo grego

A praça lisboeta deslizou perto de 4% numa sessão em que liderou as perdas entre as principais praças europeias num dia marcado pela incerteza em torno da Grécia. BCP, com uma queda de quase 7%, e a Galp Energia, que deslizou mais de 3,5%, foram as cotadas que mais pressionaram a bolsa nacional. Só uma cotada caiu menos de 2%.

A carregar o vídeo ...
David Santiago dsantiago@negocios.pt 06 de Julho de 2015 às 16:46
  • Partilhar artigo
  • 51
  • ...

O PSI-20 encerrou a sessão desta segunda-feira, 6 de Julho, a ceder 3,81%, com todas as 18 cotadas que compõem o índice a negociar em queda. O principal índice nacional liderou as perdas entre as principais praças bolsistas do Velho Continente, naquela que foi a terceira sessão consecutiva a negociar em terreno negativo.

 

As bolsas europeias negoceiam em queda na ressaca da vitória do "não" no referendo grego realizado este domingo e que determinou a rejeição popular a novas medidas de austeridade. Mais difícil será conciliar a vontade da população grega às exigências dos credores.

 

No plano nacional, o BCP foi a cotada que mais pressionou a praça lisboeta. O banco liderado por Nuno Amado deslizou 6,98% para 0,072 euros.

 

Ainda no sistema financeiro, o BPI caiu 6,17% para 0,973 euros, enquanto o Banif perdeu 3,12% para 0,0062 euros.

 

Outra das empresas que mais penalizou o PSI-20 foi a Galp Energia, numa sessão em que cedeu 3,58% para 10,095 euros. Isto numa altura em que o preço do petróleo segue em forte queda nos mercados internacionais. Em Londres, o Brent do Mar do Norte, utilizado como valor de referência para as importações nacionais, segue a desvalorizar 3,48% para 58,22 dólares por barril. Já o West Texas Intermediate (WTI), transaccionado em Nova Iorque, desce 5,15% para 54,00 dólares.

 

Ainda na energia, também a EDP perdeu 3,35% para 3,35 euros, acompanhada ainda pela EDP Renováveis que fechou o dia a ceder 3,25% para 6,277 euros.

Dia negativo também para o sector do papel. A Semapa recuou , no dia em que arrancou o período de aceitação da oferta pública de troca lançada pela empresa sobre as suas próprias acções. A Semapa oferece em troca títulos da Portucel.

 

Trata-se de uma operação anunciada ainda em Maio, depois de aprovada na assembleia-geral de 23 de Junho, estando agora a decorrer o prazo para os investidores aceitarem, ou não, as condições propostas durante as próximas três semanas.

 

Desde as 8h30 desta segunda-feira até às 15h de 24 de Julho, os detentores de títulos accionistas da Semapa vão poder entregar cada uma das acções detidas, recebendo como contrapartida títulos da papeleira.

"Cada accionista que aceite a oferta receberá 3,40 acções da Portucel por cada acção da Semapa de que seja titular", refere o prospecto.

 

Já a Portucel deslizou 3,71% para 3,351 euros enquanto a Altri caiu 6,42% para 3,252 euros.

 

A Jerónimo Martins que cedeu 1,24% para 11,15 euros foi mesmo a única cotada do PSI.20 a registar perdas inferiores a 2%. Já a Sonae recuou 3,48% para 1,165 euros.

 

A Pharol e a Nos também caíram, com a primeira a ceder 3,69% para 0,365 euros e a segunda a perder 3,24% para 6,955 euros.

 

Também os CTT se destacaram pela negativa, com uma queda de 4,51% para 8,967 4 euros. 

(Notícia actualizada às 14h52)

Ver comentários
Saber mais PSI-20 BCP BPI Banif Grécia Brent WTI Galp Energia EDP EDP Renováveis Portucel Altri Jerónimo Martins Portucel Altri Jerónimo Martins
Outras Notícias