Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PSI-20 consegue maior subida desde Junho de 2003 na primeira sessão de 2004

A Euronext Lisbon liderou os ganhos entre as bolsas europeias na primeira sessão de 2004, beneficiando das valorizações dos títulos com maior peso no índice: Banco Comercial Português, Portugal Telecom e Electricidade de Portugal. Com a ParaRede e a Sonae

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 02 de Janeiro de 2004 às 17:05
  • Partilhar artigo
  • ...

A Euronext Lisbon liderou os ganhos entre as bolsas europeias na primeira sessão de 2004, beneficiando das valorizações dos títulos com maior peso no índice: Banco Comercial Português, Portugal Telecom e Electricidade de Portugal. Com a ParaRede e a Sonae a avançarem mais de 6%, o PSI-20 cresceu 1,65%, na maior subida desde Junho passado.

O PSI-20 [PSI20] terminou a sessão nos 6.858,66 pontos, com 15 empresas a subir, três a descer e duas inalteradas. O principal índice nacional ficou hoje um novo máximo de 18 meses e conseguiu a maior subida percentual desde 2 de Junho de 2003. Nesse dia o PSI-20 tinha crescido 1,7%.

As Bolsas europeias, com os investidores optimistas que 2004 será um ano de melhoria económica, também iniciaram o ano com ganhos, em redor de 1%. A explicar a valorização das acções está ainda o denominado «efeito Janeiro», com os investidores optimistas que os índices vão voltar a acrescentar valor este ano.

O Banco Comercial Português [BCP], que o ano passado foi o título que mais penalizou o PSI-20, foi hoje o principal responsável pela subida do índice, com uma valorização de 3,39% para os 1,83 euros.

Segundo o jornal «Público», o banco alienou os 11% que detinha na seguradora Companhia de Seguros de Créditos (Cosec) à Allianz, subsidiária do grupo Euler Hermes, por 3,25 milhões de euros.

A Portugal Telecom [PTC] fixou um novo máximo desde Abril de 2002, nos 8,09 euros, valorizando 1,38% face ao fecho da última sessão. Também em máximo desde Maio de 2002, a Sonaecom [SNC] trepou 3,38% para os 2,45 euros.

A Anacom fixou o dia 1 de Julho de 2004 como a data para o lançamento efectivamente comercial do UMTS no sentido provável da deliberação entregue aos operadores, apurou o Canal de Negócios. A PT controla a TMN e a Sonaecom detém a Optimus.

A Electricidade de Portugal [EDP] também contribuiu para a valorização do índice, com uma subida de 1,91% para os 2,13 euros.

As maiores valorizações do índice pertenceram à ParaRede [PARA] e à Sonae SGPS [SON], que somaram 7,69% para os 0,28 euros e 6,06% até aos 0,70 euros, respectivamente, com os investidores optimistas que 2004 será um ano de recolha de frutos das reestruturações implementadas pelas empresas no passado.

A Gescartão [GCT] e a Corticeira Amorim [COR], estreantes hoje no PSI-20, tiveram comportamentos distintos. A empresa de cartão avançou 0,65% para os 7,77 euros e a companhia de cortiça caiu 0,87% até aos 1,14 euros.

Ao invés, as duas empresas que deixaram a partir de hoje de integrar o PSI-20, a Ibersol [IBRS] e a Teixeira Duarte [TXDE], terminaram a sessão valorizar mais de 1%.

Ver comentários
Outras Notícias