Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PSI-20 sobe mais de 1% em dia de ganhos na banca (act.)

A praça lisboeta encerrou em alta, animada pelos títulos financeiros e pelo bom desempenho da Galp e da Jerónimo Martins.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 19 de Janeiro de 2012 às 16:51
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A bolsa nacional fechou em terreno positivo, com a performance da banca a marcar a sessão. A energia também contribuiu para a tendência, com excepção da subsidiária da EDP para as renováveis.

O resto da Europa registou a mesma tendência, pela quarta jornada consecutiva, com o Stoxx Europe 600 em máximos de cinco meses. Os leilões de dívida soberana francesa e espanhola, com juros menores, ajudaram ao movimento de subida.

Por cá, o PSI-20 terminou a somar 1,32% para 5.477,83 pontos, com 14 cotadas em alta, 5 em baixa e 1 inalterada, numa sessão em que mudaram de mãos 113 milhões de acções.

A Galp Energia foi a cotada que mais sustentou o desempenho da praça lisboeta, ao avançar 1,93% para 12,415 euros, num dia em que as cotações do petróleo também negoceiam em alta nos mercados internacionais.

No mesmo sector, a EDP acompanhou o movimento altista da energia, fechando a subir 1,32% para 2,30 euros. Tendência similar teve a REN, que valorizou 0,19% para 2,072 euros. Só a EDP Renováveis é que não conseguiu encerrar em território positivo, cedendo 0,23% para se fixar nos 4,36 euros.

Os títulos financeiros também deram um impulso ao índice de referência nacional, com a banca generalizadamente no verde. Destaque para a escalada de 5,31% do BES, que fechou a marcar 1,369 euros.

O BCP, por seu lado, avançou 2,17% para 0,141 euros, enquanto o BPI somou 2,54% para 0,525 euros e o Banif registou um acréscimo de 1,30% para 0,312 euros.

Apesar de os juros da dívida soberana portuguesa estarem em máximos desde a entrada de Portugal no euro, a banca foi animada pelo anúncio do Commerzbank de que no final de 2011 já tinha reforçado os capitais em mais de metade dos 5,3 mil milhões de euros que a autoridade bancária europeia exigiu. O segundo maior banco alemão disse que não irá precisar da ajuda do Estado para cumprir os requisitos de capital.

Outra das cotadas que animou a bolsa nacional foi a Jerónimo Martins. A dona do Pingo Doce valorizou 1,85% para 12,65 euros.

Ainda no retalho, a Sonae terminou a ganhar 1,11% para 0,455 euros.

A Portugal Telecom, por seu lado, avançou 0,73% para se estabelecer nos 4,15 euros. Isto depois de ontem ter atingido um mínimo de oito anos.

As restantes cotadas das telecomunicações registaram um movimento misto, com a Zon Multimédia a subir 0,34% para 2,629 euros e a Sonaecom a recuar 0,31% para 1,266 euros.
Ver comentários
Saber mais PSI-20 bolsa nacional Euronext BCP BPI BES Galp
Mais lidas
Outras Notícias