Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fortes quedas da PT e do BES levam PSI-20 a cair mais de 2%

O principal índice da praça de Lisboa está a aprofundar a queda registada no início da sessão, estando a ser pressionado sobretudo pelos títulos da Portugal Telecom e pelo Banco Espírito Santo. No resto da Europa, o sentimento é maioritariamente negativo.

A carregar o vídeo ...
Ana Laranjeiro alaranjeiro@negocios.pt 09 de Julho de 2014 às 09:24

O PSI-20 está a aprofundar a queda registada no início da sessão desta quarta-feira, 9 de Julho. O principal índice da praça de Lisboa está a recuar 2,05% para 6.376,81 pontos, com 18 empresas em queda e duas em alta.

 

No resto da Europa o sentimento é maioritariamente negativo. Isto num dia em que os investidores vão estar atentos à divulgação das minutas da Reserva Federal dos Estados Unidos da América. O mercado vai conhecer a visão do banco central sobre o estado da economia norte-americana e poderá, neste documento, ter alguma indicação sobre o rumo da política monetária da Fed, em particular da evolução da taxa de juro de referência do país.

 

Por cá, a pressionar a evolução do principal índice da praça de Lisboa estão os títulos da Portugal Telecom e do BES. As acções da Portugal Telecom mantêm a tendência fortemente negativa das últimas sessões e registam hoje a maior queda desde que foi anunciado o financiamento de 900 milhões de euros à Rioforte a 26 de Junho. Os títulos já perderam 10,72% para um novo mínimo histórico de 1,89 euros. Por esta altura, os títulos da operadora liderada por Henrique Granadeiro recuam 8,22% para 1,943 euros.

 

Ainda nas telecomunicações, a Nos desce 1,89% para 4,631 euros.

 

O BES segue a desvalorizar 7,13% para 59,9 cêntimos, numa altura em que já trocaram de mãos mais de 21 milhões de títulos em menos de uma hora e meia de negociação, quando a média diária dos últimos seis meses é de 27 milhões. Esta manhã, contudo, as acções do banco liderado por Ricardo Salgado já recuaram 8,68% para 58,9 cêntimos.

 

Esta quarta-feira, 9 de Julho, o Negócios escreve que os clientes do Banque Privée Espírito Santo que têm aplicações em dívida do GES com reembolsos em atraso estão a começar organizar-se. O objectivo é criar um grupo alargado para apresentar queixas nos supervisores de vários países. Entretanto, na sessão de ontem, os títulos do banco anularam a valorização registada após a escolha de Vítor Bento para suceder a Ricardo Salgado.

 

O Espírito Santo Financial Group, a "holding" que detém 25,1% do BES, tomba 11,64% para 1,29 euros.

 

Ainda no sector financeiro, o BCP recua 2,36% para 0,107 euros pressionado pela evolução dos direitos do aumento de capital. O BPI desvaloriza 1,56% para 1,39 euros e o Banif desce 2,08% para 0,0094 euros.

 

No retalho, a Jerónimo Martins desce 1% para 11,36 euros e a Sonae desce 1,12% para 1,147 euros.

 

A contrariar esta onda vermelha está a Galp Energia que soma 0,47% para 12,865 euros. Ainda na energia, a EDP desce 1,41% para 3,437 euros, a EDP Renováveis desliza 1,76% para 5,177 euros.

 

A Impresa soma 0,47% para 1,50 euros. 

Ver comentários
Saber mais bolsa PSI-20 banca Euronext
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio