Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PT e BCP impulsionam Euronext Lisbon; PSI-20 avança 0,35%

A Bolsa nacional seguia a valorizar ajudada pelo desempenho da Portugal Telecom e do Banco Comercial Português (BCP). Com oito títulos inalterados, a quebra superior a 1% da Electricidade de Portugal (EDP) limitava os ganhos.

Diogo Simão ds@mediafin.pt 17 de Junho de 2003 às 13:51
  • Partilhar artigo
  • ...
A Bolsa nacional seguia a valorizar ajudada pelo desempenho da Portugal Telecom e do Banco Comercial Português (BCP). Com oito títulos inalterados, a quebra superior a 1% da Electricidade de Portugal (EDP) limitava os ganhos.

O PSI20 [PSI20] cotava nos 5.925,73 pontos, com oito acções sem modificações de preços, três em queda e as restantes nove a amealhar valor.

O mercado nacional registou poucas movimentações durante a manhã, com a liquidez a concentrar-se nos títulos de maior peso no índice.

«O PSI-20 segue a tendência da Europa que continua a tentar consolidar as últimas subidas», referia um operador. Depois do Departamento do Trabalho ter revelado que o índice preços no consumidor dos EUA permaneceu inalterado em termos mensais no mês de Maio, os mercados aguardam a divulgação da produção industrial de Maio pelas 14h15. As estimativas apontam para um crescimento de 0,1%, o que sustentava a subida do dólar face ao euro.

A Electricidade de Portugal (EDP) [EDP] recuava 1,05% para 1,88 euros, em contra ciclo com o sector. A eléctrica limitava os ganhos da Bolsa depois de ontem a Unión Fenosa ter anunciado a alienação de activos à Enel no valor de 326,5 milhões de euros.

De acordo com a nota diária do BPI, a operação limita a especulação em torno de uma possível aliança entre a EDP e a companhia espanhola. Já hoje, o Banif Investimento emitiu um «research» em que reitera a recomendação de compra e o «price target» de 2,14 euros.

A Portugal Telecom (PT) [PTC] ajudava aos ganhos do índice avançando 1,08% para 6,55 euros. O mercado aguarda a politica de distribuição de dividendos para o exercício de 2003, a qual deverá ser divulgada no início da próxima semana durante o «Dia do Investidor». Os analistas esperam que a operadora aumento o retorno dos accionistas, com o consenso a apontar para um valor em torno dos 0,19 euros.

O Banco Comercial Português [BCP] valorizava 0,66% para 1,53 euros. O segundo maior banco português beneficiava da revisão em alta da recomendação pela JP Morgan, de «underweigh» para «neutral».

As acções do Banco BPI [BPIN] e do Banco Espírito Santo [BESNN] seguiam com tendências distintas. O banco liderado por Artur Santos Silva avançava 0,76% para 2,64 euros enquanto a instituição de Ricardo Salgado recuava 0,54% para 12,79 euros.

A Brisa, quinta empresa com maior peso no PSI-20, cotava nos 4,86 euros, a ganhar 0,62%.

Ver comentários
Outras Notícias