Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PT e Brisa pressionam abertura da bolsa nacional

O mercado accionista nacional iniciou a sessão em leve queda, em linha com as praças europeias que já se encontram a negociar, penalizada sobretudo pela Portugal Telecom e pela Brisa. Pelo contrário, o sector energético impedia uma desvalorização superior do índice português que recuava 0,26%.

Raquel Godinho rgodinho@negocios.pt 09 de Setembro de 2008 às 08:12
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
O mercado accionista nacional iniciou a sessão em leve queda, em linha com as praças europeias que já se encontram a negociar, penalizada sobretudo pela Portugal Telecom e pela Brisa. Pelo contrário, o sector energético impedia uma desvalorização superior do índice português que recuava 0,26%.

O PSI-20 desvalorizava 0,26% para os 8.570,43 pontos, com oito cotadas em alta, nove em queda e três estáveis. Depois de ontem ter avançado quase 3%, a praça portuguesa corrige hoje desses ganhos acentuados e seguia a tendência dos mercados europeus que já iniciaram a sessão. As praças asiáticas seguiam também a desvalorizar.

A PT era o título que mais pesava no comportamento negativo do índice português ao depreciar 1,51% para os 7,421 euros. Também a Brisa contribuía para este desempenho ao desvalorizar 0,96% para os 6,50 euros.

No sector financeiro, o sentimento era negativo com o Banco Comercial Português (BCP) a ceder 0,49% para os 1,219 euros, o Banco Espírito Santo (BES) a desvalorizar 0,27% para os 8,60 euros e o BPI a desvalorizar 1,08% para os 2,294 euros.

Do lado dos ganhos, destaque para o sector energético, com a Energias de Portugal (EDP) a somar 0,72% para os 3,339 euros e a Galp Energia a subir 0,52% para os 12,515 euros. O ganho mais acentuado era registado pela Mota-Engil que ganhava 1,07% para os 3,79 euros.

Ver comentários
Outras Notícias