Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PT e EDP caem mais de 2% e pressionam PSI20 para queda de 0,54% (act.)

A Bolsa nacional fechou a desvalorizar, com as acções da Portugal Telecom e da EDP a pressionarem o PSI20 que caiu 0,54%. O BCP e o BES, às portas da apresentação das contas trimestrais, amealharam valor.

Bárbara Leite 21 de Outubro de 2002 às 16:45
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A Bolsa nacional fechou a desvalorizar, com as acções da Portugal Telecom (PT) e da Electricidade de Portugal (EDP) a pressionarem o PSI20 que caiu 0,54%. O BCP e o BES, às portas da apresentação das contas trimestrais, amealharam valor.

O PSI20 [PSI20] cotava no fecho em 5.252,53 pontos, com 40% das acções a valorizarem, 40% em queda, e as restantes quatro à mesma cotação de fecho de sexta-feira.

A Portugal Telecom (PT) [PTC] completou a quarta sessão sucessiva a perder valor, regredindo hoje 2,35% a marcar 5,40 euros. A PT Multimédia [PTM], no encalço da PT, deslizou 1,06% até aos 7,45 euros.

A Vodafone Telecel [TLE], por seu lado, caiu 1,62% nos 6,67 euros. A Goldman Sachs reviu em baixa a recomendação para a operadora móvel de «trading buy» para «market perform».

No sector da banca, o Banco Comercial Português [BCP] que apresentará as suas contas trimestrais amanhã, aumentou 2,38% a marcar 2,15 euros.

O BIG Bank Gdansky (BBG), banco polaco controlado em 46% pelo BCP, anunciou hoje que teve lucros de 60,6 milhões de euros nos primeiros nove meses deste ano, valor que compara com os 3,9 milhões de euros do período homólogo.

O Banco Espírito Santo (BES) [BESNN] que desvenda as contas na quarta-feira, valorizou 1,21% para 10,85 euros. O BPI [BPIN] foi uma das quatro acções do índice que permaneceu inalterada, a valer 1,84 euros.

A Electricidade de Portugal (EDP) com mais de 3 milhões de títulos transaccionados, caiu 2,56% nos 1,52 euros, a Sonae SGPS [SON] escorregou 2,44% para 0,40 euros e a Brisa [BRISA] desvalorizou 0,6%, pressionando a cotação para 4,99 euros.

A Cimpor [CIMP] avançou 0,59% de volta aos 17 euros. A cimenteira anunciou hoje o reforço da sua posição na cimenteira sul-africana Natal Portland dos anteriores 37,2% para 98,1%, num investimento total de 119,5 milhões de euros.

Outras Notícias