Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Queda da PT anula ganhos do BCP e leva PSI-20 para o vermelho

A bolsa nacional deprecia 0,07% com a queda da PT sobrepôr-se aos ganhos do BCP, levando a bolsa nacional a inverter os ganhos da manhã.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 14 de Julho de 2010 às 10:17
  • Partilhar artigo
  • ...
O índice PSI-20 deprecia para 7.307,10 pontos, com 11 cotadas a subir e nove a descer. Entre as principais praças europeias a tendência também foi de subida ao iníco da negociação, devido aos resultados animadores da Intel, mas o índice de referência Europe Stoxx 600 negoceia agora pouco alterado.

Por cá, a Portugal Telecom é a que mais contribui para as perdas, ao descer 1,59% para 8,12 euros, depois de César Alierta ter reafirmado o prazo da oferta pela Vivo, que termina a 16 de Julho.

Ainda no sector das telecomunicações, a Sonaecom ascende 0,42% para 1,42 euros, enquanto a Zon Multimédia perde 0,15% para 3,372 euros, depois de o Citigroup ter emitido uma nota de análise para a cotada, em que reduz o preço-alvo da cotada liderada por Rodrigo Costa de 5 euros para 3,85 euros, com a recomendação a descer de “comprar” para “manter”.

Já o Banco Comercial Português foi o que mais impulsionou após a abertura, mas abrandou o ritmo de ganhos para 0,93% para 0,65 euros por acção, depois de o jornal polaco “Puls Biznesu” ter reportado que o UniCredit está interessado na operação polaca do BCP. Uma notícia "neutral" para o banco, segundo o Iberian Daily de hoje do BPI. Os analistas do Espírito Santo Equity Research disseram no seu documento de análisa matinal que “falámos com o BCP e eles excluíram a possibilidade” de alienação da participação no Millennium Bank.

O BES avança 0,31% para 3,576 euros e o BPI sobe na mesma medida (0,31%) para 3,26 euros.

A EDP também é das que mais contraria as quedas, ao avançar 0,56% para 2,494 euros, depois de ontem ter visto a sua classificação de crédito ser reafirmada pela Moody’s, que procedeu a cortes na avaliação da qualidade de crédito de Portugal e de outras empresas nacionais. Uma notícia que sinaliza que as firmas de notação consideram “saudável” a actual situação financeira da eléctrica, segundo o Iberian Daily de hoje do BPI.

Já a EDP Renováveis progride 0,20% para 5,03 euros, enquanto a REN aprecia 0,42% para 2,642 euros.
Ver comentários
Outras Notícias