Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Queda da PT impede PSI-20 de acompanhar ganhos da Europa

Os mercados europeus negoceiam em terreno positivo depois da General Electrics e do Bank of America terem apresentado resultados acima do esperado. O PSI-20 continua no vermelho devido à queda da Portugal Telecom.

Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 16 de Julho de 2010 às 12:59
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...
As acções da operadora recuam 1,79% para os 8,278 euros, depois de ter iniciado a sessão a subir mais de 1%, no dia no dia em que termina o prazo da oferta lançada pela espanhola Telefónica para a compra da sua posição na brasileira Vivo. O Conselho de Administração da operadora portuguesa está hoje, novamente, reunido para analisar esta questão.

A queda da Portugal Telecom está a impedir o PSI-20 de acompanhar os ganhos na Europa. O principal índice da bolsa nacional recua 0,12% para os 7.258 pontos, com 11 títulos em alta e nove em queda.

Na Europa, a bolsa britânica e grega sobem mais de 1% no dia em que a General Electrics e o Bank of America apresentaram resultados acima do esperado. A impulsionar os mercados do Velho Continente estão também os títulos da BP, que sobem 3,72% na bolsa inglesa.

Os títulos já estiveram a valorizar mais de 6% depois da petrolífera ter anunciado que conseguiu estancar a fuga de petróleo no Golfo do México pela primeira vez em três meses.

Na bolsa nacional, além da PT, também a Brisa e a EDP Renováveis penalizam o desempenho do PSI-20.

A Brisa recua 0,57% para os 4,92 euros, enquanto a empresa liderada por Ana Maria Fernandes perde 0,46% para os 4,978 euros. A tendência negativa é também acompanhada pela Energias de Portugal (EDP), que recua 0,04% para os 2,496 euros.

Banca negoceia mista

Os títulos do sector bancário negoceiam com tendência mista, no dia em que a Macquarie reviu em baixa a recomendação e avaliação atribuída aos três maiores bancos nacionais cotados.

As acções do Banco Espírito Santo (BES) perdem 0,17% para os 3,465 euros, apesar da casa de investimento continuar a considerar o banco como "a melhor opção de investimento" na Península Ibérica. O BES viu a sua recomendação cair de "outperform" para "neutral".

O Banco Comercial Português (BCP) negoceia em alta e avança 0,81% para os 0,626 euros, apesar da Macquarie ter cortado a recomendação de "neutral" para "underperform" e o preço-alvo de 0,70 euros para 0,58 euros.

O BPI sofreu hoje dois cortes na sua avaliação. Além da Macquarie, também o Millennium IB cortou o preço-alvo do banco liderado por Fernando Ulrich de 2,60 euros para 2,20 euros. Os títulos do banco perdem 0,19% para os 1,578 euros.

Fora do PSI-20, o Banif ganha 2,50% para os 82 cêntimos por acção, depois da forte queda registada na sequência do corte de "rating" realizado pela agência Moody’s na passada quarta-feira.

Ver comentários
Outras Notícias