Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Queda superior a 2% da PT leva bolsa para terreno negativo

A PT reagiu negativamente à venda da participação da CGD no seu capital. Depois da CMVM ter levantado a suspensão das acções, a operadora caiu mais de 2% e levou o PSI-20 a inverter a tendência positiva com que negociou durante a manhã.

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 24 de Outubro de 2013 às 15:49
  • Assine já 1€/1 mês
  • 7
  • ...

O principal índice da bolsa nacional deprecia 0,15% com 13 cotadas em alta, e sete em queda. A bolsa contraria, assim, os ganhos das congéneres europeias, que estão em terreno positivo impulsionadas por resultados de empresas.

 

Por cá, a Portugal Telecom voltou à negociação com uma queda de 2,26% para os 3,502 euros e penaliza o PSI-20. As acções estiveram suspensas e (quando voltaram a negociar) reagiram de forma negativa à venda da posição de 6,11% que a Caixa Geral de Depósitos detinha no capital da operadora de telecomunicações.

 

No restante sector das telecomunicações, a Zon Optimus sobe 2,02% para os 5,156 euros enquanto a Sonaecom soma 1% para os 2,332 euros.

 

A pressionar está também a Jerónimo Martins, que cai 1,32% para os 14,63 euros e o BES, que perde 0,43% para os 0,924 euros. Recorde-se que o Grupo Espírito Santo é o maior accionista da operadora portuguesa, com 10,12% do capital social.

 

Na restante banca, BCP e Banco BPI ganham 0,97% para os 0,104 euros e 2,56% para os 1,042 euros, respectivamente.

 

Em alta, ainda que ligeira, está a EDP, que soma 0,04% para os 2,678 euros, enquanto EDP Renováveis e Galp Energia deslizam 0,05% para os 4,065 euros e 0,08% para os 12,49 euros, respectivamente.

 

 

Ver comentários
Saber mais Bolsa PT Portugal Telecom Caixa Geral de Depósitos Zon Optimus Sonaecom Jerónimo Martins BES Grupo Espírito Santo EDP EDP Renováveis Galp Energia
Outras Notícias