Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Quedas da banca e da Jerónimo Martins penalizam bolsa nacional

A bolsa nacional segue em queda, num dia de instabilidade entre os principais índices bolsistas europeus. O PSI-20 recua 0,04%, voltando às quedas depois de ter conseguido valorizar durante boa parte da manhã. A contribuir para esta evolução está o sector bancário e a Jerónimo Martins.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 27 de Agosto de 2009 às 15:11
  • Assine já 1€/1 mês
  • 7
  • ...
A bolsa nacional segue em queda, num dia de instabilidade entre os principais índices bolsistas europeus. O PSI-20 recua 0,04%, voltando às quedas depois de ter conseguido valorizar durante boa parte da manhã. A contribuir para esta evolução está o sector bancário e a Jerónimo Martins.

O PSI-20 recua para os 7.885,29 pontos, com 10 acções a subir e 10 a cair. Nesta altura os principais índices bolsistas europeus seguem igualmente sem uma tendência definida, com uns índices a subir e outros a descer, sem variações acentuadas.

Na bolsa nacional a Jerónimo Martins é o título que mais pressiona ao perder 1,21% para os 5,561 euros.

A pressionar segue igualmente o sector bancário, com o BCP a recuar 0,22% para os 0,899 euros, o BES a perder 0,24% para os 4,553 euros e o BPI a ceder 0,33% para os 2,087 euros.

A Cimpor, que apresentou resultados ontem já depois do fecho do mercado, aprecia 0,12% para 5,197 euros. No conjunto dos primeiros seis meses do ano, a cimenteira obteve resultados líquidos de 107,1 milhões de euros, idênticos aos apresentados no primeiro semestre de 2008. Já no segundo trimestre os lucros subiram 12,8%. Numa nota de análise, o Millennium bcp reviu em baixa o preço-alvo para as acções da Cimpor para os 6,25 euros.

Quem também apresentou resultados ontem foi a Altri, tendo revelado que registou um prejuízo de 12,07 milhões de euros no primeiro semestre, um valor que compara com um lucro de 8,8 milhões em igual período do ano passado, mas ficou acima das estimativas dos analistas. As acções da empresa liderada por Paulo Fernandes seguem a descer 1,23% para os 3,22 euros.

A travar maiores quedas está a EDP, que sobe 0,67% para os 2,992 euros, uma tendência partilhada pela Galp Energia, que ganha 0,14% para os 10,515 euros. Já a EDP Renováveis perde 0,15% para os 7,124 euros.

Hoje, a Cofina e a Martifer estão em destaque, não por estarem a registar variações acentuadas, mas porque vão hoje apresentar os resultados do primeiro semestre do ano, depois do fecho do mercado.

As acções da Cofina, dona de publicações como o Jornal de Negócios, caem 1,10% para os 0,90 euros, e a Martifer recua 0,28% para os 3,59 euros.

Veja também:

As cotações de todas as acções da Bolsa portuguesa

O resumo do dia do índice PSI-20

As maiores subidas e maiores descidas do PSI-20

Os preços-alvo para as cotadas portuguesas

As estatísticas das acções portuguesas

A análise técnica de todas as cotadas portuguesas

A evolução de todos os fundos comercializados em Portugal


Ver comentários
Outras Notícias