Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Receios de subidas de juro voltam a pressionar bolsas europeias

Os receios de que as subidas de juros afectem os resultados empresariais voltam hoje a pressionar a negociação bolsista. As praças europeias regressaram às perdas, com o Dow Jones Stoxx 50 a recuar 0,39% para os 3.253,86 pontos.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 20 de Junho de 2006 às 11:49
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os receios de que as subidas de juros afectem os resultados empresariais voltam hoje a pressionar a negociação bolsista. As praças europeias regressaram às perdas, com o Dow Jones Stoxx 50 a recuar 0,39% para os 3.253,86 pontos.

O Banco Central Europeu (BCE) subiu os juros por duas vezes desde o início do ano, colocando a taxa de referência para a Zona Euro nos 2,75% no início deste mês, e tem dado indicações de novas subidas com o objectivo de conter a inflação na região.

Por seu lado a Reserva Federal (Fed) norte-americana também subiu por três vezes a taxa de juro de referência para os Estados Unidos, fixando-a nos 5% em Maio e, ao contrário do esperado pela maior parte do mercado, o presidente da Fed, Ben Bernanke, assinalou novas subidas de juro.

Estes aumentos e indicações de novas subidas têm pressionado as bolsas europeias, que nos primeiros meses do ano chegaram mesmo a atingir níveis recorde a beneficiar de fusões e aquisições.

Ainda ontem, a negociação bolsista foi animada pelo anúncio de fusão entre as unidades de redes entre a Nokia e a Siemens. Hoje, com o aproximar da reunião de Junho da Fed (agendada para a próxima quinta-feira) as bolsas seguem pressionadas, reflectindo os receios de novas subidas de juro.

Em Amesterdão, o AEX [aex] recuava 0,69% para os 420,64 pontos, com o banco ABN Amro a recuar mais de 1% para os 20,58 euros.

O BBVA e o Santander eram os títulos que mais pressionavam o principal índice espanhol ao perderem 1,12% para os 14,98 euros e 0,74% para os 10,71 euros, respectivamente. O IBEX [ibex] cedia 0,55% para os 10.996,30 pontos.

Na Alemanha o DAX [dax] caía 0,45% para os 5.414,63 pontos, num dia em que a E.ON recuava 0,44% para os 81,39 euros. O Deutsche Bank seguia a mesma tendência do sector bancário ao recuar quase 1% para os 82,29 euros.

Em Londres o FTSE descia 0,38% para os 5.604,50 pontos, numa altura em que as petrolíferas eram quem mais pressionavam. Quer a BP, quer a Royal Dutch Shell cediam mais de 1%.

O CAC [cac] cotava nos 4.716,93 pontos ao desvalorizar 0,26%. A contribuir para esta queda seguia a Total ao cair 0,71% para os 47,51 euros e o BNP Paribas que perdia 0,63% para os 70,75 euros.

Ver comentários
Outras Notícias