Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Regras para integrar PSI-20 mudam em 2014

A questão que tem maior peso na escolha das empresas que ascendem ao PSI-20 é, actualmente, o valor negociado em bolsa, o que a partir de Março de 2014 será alterado. Além disso, as empresas precisam de cumprir outros critérios. O PSI-20 poderá passar a ser constituído por 18 cotadas caso as empresas não cumpram os requisitos.

Negócios 29 de Agosto de 2013 às 07:41
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

A NYSE Euronext decidiu alterar as regras usadas para seleccionar as cotadas que ascendem ao principal índice da bolsa nacional. Assim, o critério mais relevante actualmente, que é o valor negociado em bolsa, deixa de ser considerado e é substituído pela “capitalização bolsista efectivamente dispersa, isto é, ajustada pelo free float”, explica a empresa em comunicado.

 

Mas não é apenas esta alteração que será implementada. A NYSE Euronext definiu ainda que as cotadas que queiram ascender ao PSI-20 deverão cumprir mais dois requisitos: no mínimo terem 100 milhões de euros de capitalização bolsista efectivamente dispersa e, no mínimo, 15% de dispersão do capital.

 

O comunicado explica que poderá acontecer não haver 20 cotadas que respeitem as novas regras, pelo que o principal índice da bolsa nacional poderá deixar de ser composto por 20 empresas. Ainda assim, a NYSE Euronext explica que “o índice PSI 20 terá sempre, pelo menos, 18 constituintes.”

 

Para que isto seja possível, admite que sejam “incluídas empresas com uma capitalização bolsista efectivamente dispersa inferior a 100 milhões de euros.”

 

Mas as mudanças não terminam aqui. As novas regras definem alterações também para o limite mínimo de liquidez, que actualmente se encontra em 10% de “velocity” e que passa para “25% de ‘free float velocity’. O ‘free float velocity’ consiste no quociente do número de acções negociado pelo número de acções efectivamente dispersas”, explica a mesma fonte.

 

O peso máximo de uma cotada no PSI-20 também sofre alterações passando dos actuais 15% para 12%.

 

“As alterações referidas terão a sua primeira aplicação na revisão anual do PSI-20, em Março de 2014. Os detalhes completos das novas regras serão divulgados através de anúncio específico, de acordo com os procedimentos definidos”, adianta o comunicado emitido esta quinta-feira.

 

 

 

Ver comentários
Saber mais Bolsa PSI-20 Euronext
Outras Notícias