Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Renováveis e banca reduzem ganhos da bolsa nacional

A bolsa nacional atenuou os ganhos desta manhã, com o sector da banca e a descida de 2% da EDP Renováveis a pressionarem o principal índice nacional, que negoceia agora praticamente inalterado.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 10 de Dezembro de 2009 às 10:52
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
A bolsa nacional atenuou os ganhos desta manhã, com o sector da banca e a descida de 2% da EDP Renováveis a pressionarem o principal índice nacional, que negoceia agora praticamente inalterado.

O PSI-20 sobe 0,1% para 8.067,63 pontos, com onze cotadas a subir, sete a descer e duas inalteradas. O Dow jones Stoxx 600 sobe 0,85%, com os bancos gregos a subirem depois de o primeiro-ministro do Luxemburgo, Jean-Claude Juncker, ter afastado o cenário de falência da Grécia, adiantando que o país não vai precisar de apoio externo para fazer face às suas dívidas.
Por cá, o sector da banca negoceia misto e a sua tendência confunde-se com a tendência da bolsa nacional, que já oscilou entre ganhos e perdas. Na sessão de ontem, a banca portuguesa sofreu perdas superiores a 4%, com os investidores a recearem cortes no “rating” da dívida da Grécia, Espanha e Portugal.

Hoje, o BCP desce 0,37% para 0,809 euros e o BPI negoceia agora inalterado nos 2,09 euros, enquanto o BES aprecia 0,71% para 4,381 euros e é o título que mais impulsiona.

Já a EDP Renováveis desce 2,16% para 6,172 euros, sendo a cotada que mais contraria a tendência de subida da bolsa nacional. A EDP deprecia 0,29% para 3,07 euros. A petrolífera Galp Energia desvaloriza 0,43% para 11,57 euros.

A Jerónimo Martins continua a animar o índice principal, ao valorizar 0,93% para 6,731 euros. Na mesma linha segue a concessionária Brisa, que aprecia 0,78% para 6,679 euros e a Cimpor cresce 0,24% para os 5,037 euros.

Também a impulsionar está a Portugal Telecom, que sobe 0,48% para 8,19 euros. O Caixa BI iniciou a cobertura das acções da operadora e atribui-lhe um preço-alvo de 9,60 euros, com recomendação de “acumular”. A Zon Multimédia negoceia em alta de 0,31% para 4,179 euros, enquanto a Sonaecom desce 0,28% para 1,788 euros.

Destaque ainda para o sector de pasta e papel, com as acções da Semapa a subirem 1,03% para 7,527 euros e a Portucel a avançar 1,23% para 1,892 euros. A Altri ganha 1,38% para 3,751 euros.

A Sonae Indústria valoriza 1,51% para 2,487 euros, depois de ter chegado a subir mais de 3%. A Sonae SGPS negoceia inalterada nos 0,867 euros.




















Veja também:

As cotações de todas as acções da Bolsa portuguesa

O resumo do dia do índice PSI-20

As maiores subidas e maiores descidas do PSI-20

Os preços-alvo para as cotadas portuguesas

As estatísticas das acções portuguesas

A análise técnica de todas as cotadas portuguesas

A evolução de todos os fundos comercializados em Portugal



Ver comentários
Outras Notícias