Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Resultados de empresas colocam bolsas europeias em terreno positivo

A diminuição do índice de confiança dos investidores na Alemanha não teve impacto no desempenho das bolsas da Europa na sessão desta terça-feira.

Negócios 13 de Maio de 2014 às 18:59
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

As principais praças europeias fecharam em terreno positivo. Na sessão desta terça-feira, 13 de Maio, a apresentação de resultados positivos de várias empresas levaram os investidores europeus a apostar nas cotadas. Para o analista da Raiffeisen Capital Management, Herbert Perus, as empresas europeias estão "em muito boa forma: o número de empresas com bons resultados está a subir e com maus resultados a descer. Isto é um bom sinal", refere, citado pela Bloomberg.

 

O índice Stoxx 600, que reúne as 600 maiores cotadas europeias, valorizou 0,27% para 341,89 pontos. 

 

Os mercados do Velho Continente beneficiaram ainda do facto do banco central alemão (Bundesbank) ter admitido que está disposto a aceitar que o Banco Central Europeu (BCE) coloque a taxa de juro dos depósitos num nível negativo. Segundo o "The Wall Street Journal", o governador do Bundesbank, Jens Weidmann também aceitará um eventual programa de compra de activos pela instituição liderada por Mario Draghi.

 

Apresentação de resultados positivos

 

A sessão desta terça-feira ficou marcada por mais anúncios de resultados relativos ao primeiro trimestre de 2014.

 

A Thyssen Krupp valorizou 4,1% para 22,14 euros. A marca alemã registou lucros de 269 milhões de euros, revertendo as perdas de 129 milhões de euros registadas no período homólogo de 2013. A empresa duplicou ainda as previsões para 2014, que se situavam inicialmente em 586 milhões de euros.

 

A bolsa alemã (DAX) registou a maior valorização da Europa: 0,54% para 9.754,43 pontos.

 

Em França, a Airbus anunciou um EBITDA de 700 milhões de euros. Os lucros antes de juros, impostos, amortizações e depreciações tinham-se situado em 734 milhões de euros no primeiro trimestre de 2013. Os resultados da marca francesa ficaram acima da estimativa dos analistas consultados pela Bloomberg, com uma previsão média de EBITDA de 658,7 milhões de euros. As acções da transportadora gaulesa subiram 6,2% para 52,54 euros.

 

O índice francês (CAC 40) subiu 0,25% para 4.505,02 pontos.

 

Do lado das perdas, a Telecom Itália desvalorizou 5,2% para 87,70 euros. A empresa italiana uma quebra de lucros de 39% para 222 milhões de euros. A marca de telecomunicações anunciou uma diminuição das vendas no mercado doméstico e no mercado brasileiro.

 

A praça italiana (MIBTEL) registou a maior desvalorização da Europa: -1,11% para 21.255,99 pontos.

 

A transportadora EasyJet perdeu 4,2% para 1.658 pence, apesar de o prejuízo antes de impostos ter caído para para 53 milhões de libras (64,96 milhões de euros).

 

A bolsa britânica (FTSE) subiu 0,31% para 6.873,08 pontos.

 

Nas restantes praças europeias, o índice espanhol (IBEX 35) somou 0,19% para 10.587,20 pontos e a bolsa holandesa (AEX) subiu 0,22% para 404,65 pontos.

Ver comentários
Saber mais cotações bolsas Europa
Outras Notícias