Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Resultados "muito melhores do que esperado" levam Jerónimo Martins a subir mais de 8%

As acções da retalhista dispararam mais de 8%, renovando máximos históricos depois de a cotada ter apresentado resultados que os analistas do BPI dizem ter ultrapassado as estimativas.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 28 de Outubro de 2010 às 10:01
  • Partilhar artigo
  • 3
  • ...
A retalhista valoriza 7,76% para 10,97 euros, depois de ter chegado a valorizar 8,01% que a levou a fixar um novo máximo nos 10,995 euros por acção.

O BPI Equity Research atribui um impacto “positivo” aos resultados da Jerónimo Martins, que diz evidenciarem uma “muito melhor performance do que esperado”, ultrapassando o consenso das estimativas, tanto ao nível do resultado líquido do trimestre como do EBITDA.

“Em primeiro lugar, a Polónia teve um desempenho muito forte ao nível da receita”, com as vendas comparáveis a crescerem 12,5% no trimestre, enquanto se antecipava um crescimento de 10,4%. Já a margem saldou-se em 7,8% nos primeiros nove meses do ano, o que compara com as estimativas que apontavam para um avanço de 7,5%, refere a nota de investimento.

Também o desempenho em Portugal contribuiu para os resultados, com o retalho português a ter um desempenho “bastante forte”, com os resultados das campanhas publicitárias actuais a provarem-se eficientes. “Referimos que a cotada conseguiu melhorar a sua rentabilidade no terceiro trimestre, que já se encontrava pressionada na primeira metade do ano”.

A nota de análise no Iberian Daily desta manhã diz que os analistas do banco consideram que o consenso do mercado é “conservador” nesta altura.

Já o Caixa Bi diz que os resultados “foram globalmente em linha com as estimativas, sendo ligeiramente superiores no que concerne ao retalho alimentar em Portugal”, segundo a analista Teresa Caldeira, que refere a margem do EBITDA “acima do expectável”.

Goldman Sachs subiu preço-alvo da Jerónimo Martins antes dos resultados

Ontem, no âmbito de uma actualização das avaliações do sector, a Goldman Sachs subiu as estimativas e reiterou a recomendação para a Jerónimo Martins, que integra a sua lista de empresas favoritas “Conviction Buy”.

O banco de investimento norte-americano aumentou as suas estimativas de vendas em 1% e do EBITDA em cerca de 3% para o período compreendido entre 2010 e 2012 e antecipa “uma aceleração das margens do EBITDA na Polónia do que esperado”.

Tanto o BPI como o Caixa BI recomendam “manter” as acções da Jerónimo Martins, com o primeiro banco a atribuir-lhe um preço-alvo de 9,90 euros, enquanto o Caixa BI avalia retalhista em 8,05 euros. Nenhuma das duas avaliações lhe confere um potencial de valorização.

Já o Goldman Sachs, que ontem subiu a avaliação de 11,50 euros para 12,80 euros, o que confere um potencial de subida de 21,6% aos títulos.



Ver comentários
Saber mais Jerónimo Martins resultados lucros
Outras Notícias