Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Retoma fraca e potenciais subidas de impostos quebram Wall Street

As bolsas do outro lado do Atlântico perderam terreno na sessão desta terça.feira, com os investidores a não prestarem tanta atenção à inflação abaixo do esperado e a focarem-se, em vez disso, nas incertezas económicas e na crescente probabilidade de um aumento do IRC.

As principais bolsas mundiais registam ganhos em 2021, com mercados como Wall Street e o alemão Dax a renovarem sucessivos recordes.
Courtney Crow/EPA
Carla Pedro cpedro@negocios.pt 14 de Setembro de 2021 às 21:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

O índice industrial Dow Jones fechou a ceder 0,84%, para 34.577,57 pontos e o Standard & Poor’s 500 recuou 0,57%, para 4.443,05 pontos.

 

Por seu lado, o tecnológico Nasdaq Composite perdeu 0,45% para se fixar nos 15.037,76 pontos.

 

Os três principais índices norte-americanos chegaram a estar a subir, animados pelo anúncio de um aumento inferior ao esperado no índice de preços no consumidor em agosto nos EUA – o que atenua os receios de um ‘tapering’ (retirada de estímulos) mais cedo do que o esperado por parte da Fed.

 

No entanto, o otimismo depressa se esfumou e as bolsas inverteram para terreno negativo, numa lembrança de que setembro é, historicamente, um mês duro para os mercados acionistas.

 

A descida dos juros das obrigações do Tesouro dos EUA pressionou as cotadas do setor financeiro. Além disso, a trajetória da retoma económica ainda não é muito consistente, o que ajudou à prudência dos investidores.

 

A propagação da variante delta da covid também tem intensificado o sentimento pessimista em torno da retoma face à crise de saúde global e muitos analistas esperam uma correção substancial nas bolsas até ao final do ano, sublinha a Reuters.

 

"Os investidores continuam cautelosos. Além dos dados económicos, estão preocupados com a contínua disseminação da variante delta, com a incerteza em torno da Fed e com as questões geopolíticas", disse à agência noticiosa o CEO da AXS Investments, Greg Bassuk.

 

Por outro lado, o aumento há muito previsto do imposto sobre as empresas, com o IRC a passar de 21% para 26,5% se a proposta dos Democratas for em frente, poderá estar prestes a acontecer, o que também pressionou o sentimento no mercado.

 

A Apple, no dia em que apresentou novos produtos, não fugiu à tendência: encerrou a ceder 0,96% para 148,12 dólares.

Ver comentários
Saber mais wall street dow jones s&p 500 Nasdaq bolsas EUA
Outras Notícias