Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sector da banca arrasta Bolsa de Tóquio; Nikkei cede 0,8%

O Nikkei 225 fechou a sessão a desvalorizar 0,8%, arrastados pelo Mitsubishi Tokyo Financial e pelos restantes títulos representativos do sector financeiro, na véspera do anúncio do PIB relativo ao primeiro trimestre de 2002.

Pedro Carvalho pc@mediafin.pt 06 de Junho de 2002 às 09:04
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O Nikkei 225 fechou a sessão a desvalorizar 0,8%, arrastados pelo Mitsubishi Tokyo Financial e pelos restantes títulos representativos do sector financeiro, na véspera do anúncio do produto interno bruto (PIB) relativo ao primeiro trimestre de 2002.

O Nikkei [NKY] encerrou nos 11.574,94 pontos, enquanto o Topix, cedeu 0,7% para os 1.208,08 pontos.

Amanhã, deverão ser divulgados os dados oficiais do PIB relativo ao primeiro trimestre do ano, e a generalidade dos analistas reviu em baixa a estimativa para o crescimento da economia nipónica depois de ontem, o Governo ter anunciado que os gastos de capital das empresas registaram a maior queda em mais de três anos.

Para os três meses que findam a 31 de Março, o consenso dos analistas aponta para um crescimento da economia de 1,2%, contra as anteriores previsões que sugeriam uma subida de 1,5%.

O sector da banca, um dos mais vulneráveis à recuperação da económica, foi um dos mais penalizados, e a liderar as perdas no índice Topix, as acções do Mitsubishi Tokyo Financial registaram uma quebra de 3,2% para os 966.000 ienes (8.267 euros).

O Sumitomo Mitsui Banking deslizou 0,7% para os 725 ienes (6,2 euros), enquanto os papéis do UFJ Holding escorregaram 1,4% a marcarem no final 351.000 inenes (3.004 euros).

Ver comentários
Outras Notícias