Bolsa Setor do papel dispara e leva bolsa nacional a subir 1,7%

Setor do papel dispara e leva bolsa nacional a subir 1,7%

A bolsa nacional encerrou com a maior subida desde agosto, num dia em que o setor do papel esteve em destaque. No resto da Europa os ganhos também foram significativos, elevando as bolsas para máximos de quatro anos.
Setor do papel dispara e leva bolsa nacional a subir 1,7%
Miguel Baltazar
Sara Antunes 04 de novembro de 2019 às 16:42
A bolsa nacional fechou a sessão em alta, com ganhos de 1,71%, a acompanhar a tendência das congéneres europeias, que estão a beneficiar da evolução das negociações comerciais entre os EUA e a China, bem como da época de resultados do terceiro trimestre.

O PSI-20 somou 1,71% para 5.203,39 pontos, com 17 ações em alta e uma inalterada. Esta foi a subida mais pronunciada do principal índice nacional desde dia 8 de agosto. 

O grande destaque da sessão foi o setor do papel, num dia em que a Altri apreciou 6,22% para 5,895 euros e a Navigator avançou 5,06% para 3,444 euros. As duas cotadas estão a recuperar de quedas recentes. A Altri tocou, em outubro, num mínimo de março de 2018. Já a Navigator chegou a negociar, em agosto, em mínimos de novembro de 2016. Os ganhos recentes do setor estão assim a eliminar, ou a aliviar, a queda das ações este ano. 

O dia foi também marcado pelos ganhos do BCP, cujas ações apreciaram 2,51% para 0,2082 euros. 

Os ganhos foram assim generalizados, com apenas a Semapa a fechar inalterada, nos 12,70 euros. As restantes cotadas que compõem o PSI-20 fecharam com ganhos. E ganhos significativos. 

A Galp Energia subiu 2,24% para 14,625 euros; a EDP Renováveis ganhou 1,39% para 10,22 euros; a Nos apreciou 1,23% para 5,33 euros; a Sonae SGPS valorizou-se 1,38% para 0,916 euros; a Mota-Engil cresceu 3,48% para 2,084 euros; e a Corticeira Amorim avançou 3,95% para 10,00 euros. 

(Notícia atualizada às 16:47 com mais informação)



Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI