Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sonae, Nos e BCP mantêm PSI-20 em terreno positivo

A bolsa nacional mantém-se em terreno positivo, mas com ganhos mais ligeiros do que no início da sessão. A Sonae já atingiu máximos de Janeiro de 2008 enquanto a Altri negociou num novo máximo histórico.

Bloomberg
Rita Faria afaria@negocios.pt 30 de Março de 2015 às 11:06
  • Assine já 1€/1 mês
  • 11
  • ...

A bolsa nacional, que iniciou a sessão em alta, segue em terreno positivo, com o PSI-20 a subir ligeiros 0,13% para 6.019,78 pontos. Das 18 cotadas que formam o índice, 10 estão em alta, seis em queda e duas inalteradas.

 

Na Europa, a tendência é igualmente de ganhos, devido à expectativa de que os bancos centrais vão continuar a apoiar o crescimento da economia. Isto depois de, na sexta-feira, a presidente da Reserva Federal norte-americana, Janet Yellen, ter garantido que os juros vão subir este ano, mas de forma "gradual". Já o governador do banco central da China afirmou, este domingo, que o governo pode tomar mais medidas para apoiar o crescimento da segunda maior economia do mundo.

 

O índice de referência para a Europa, o Stoxx600, avança 0,92% para 399,19 pontos. Entre as principais praças europeias, só a de Atenas segue em terreno negativo, com uma descida de 0,76%.

 

Na bolsa nacional, o BCP é uma das cotadas que mais impulsiona, com uma valorização de 0,95% para 9,6 cêntimos. No restante sector, BPI e Banif seguem inalterados em 1,47 euros e 0,77 cêntimos, respectivamente.

 

Outras das empresas que está a contribuir para a subida do PSI-20 é a Sonae, que sobe 0,42% para 1,431 euros, depois de já ter negociado, esta manhã, em 1,45 euros, o valor mais elevado desde Janeiro de 2008. Ainda no retalho, a Jerónimo Martins desce 0,34% para 11,705 euros.

 

Em máximos está igualmente a Altri. A empresa do sector da pasta e do papel valoriza 0,8% para 4,029 euros, depois de, esta manhã, já ter atingido um novo máximo histórico de 4,08 euros. No mesmo sector, a Semapa sobe 0,32% para 12,59 euros e a Portucel perde 0,07% para 4,187 euros.

 

A puxar pela bolsa nacional está ainda a Nos, que valoriza 0,8% para 6,668 euros.

 

No mesmo sentido seguem as acções da EDP Renováveis – com uma subida de 0,46% para 6,376 euros – contrariando a tendência negativa do sector da energia. A EDP desliza 0,59% para 3,559 euros e a Galp Energia perde 0,39% para 10,34 euros, acompanhando a descida da cotação do petróleo nos mercados internacionais. A matéria-prima de referência para Portugal cai 0,69% para 56,02 dólares.  

Ver comentários
Saber mais Europa mercado e câmbios economia negócios e finanças BCP BPI Banif PSI-20 Sonae Jerónimo Martins EDP Renováveis EDP Galp Energia
Outras Notícias