Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Tecnológicas e JM levam bolsa a perder quase 1%

A bolsa nacional inverteu a tendência positiva com que iniciou a sessão devido essencialmente às tecnológicas PT e Zon que foram alvo de uma revisão em baixa dos seus ‘targets’ por parte da Merrill Lynch e à Jerónimo Martins que está a afundar mais de 7%. O PSI-20 cai agora 0,97% também com o contributo do Banco Comercial Português.

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 21 de Outubro de 2008 às 13:13
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
A bolsa nacional inverteu a tendência positiva com que iniciou a sessão devido essencialmente às tecnológicas – PT e Zon que foram alvo de uma revisão em baixa dos seus ‘targets’ por parte da Merrill Lynch – e à Jerónimo Martins que está a afundar mais de 7%. O PSI-20 cai agora 0,97% também com o contributo do Banco Comercial Português.

O principal índice da bolsa nacional cota nos 6.758,85 pontos com nove acções em queda e 11 a subida. Na Europa, à excepção do IBEX, a tendência continua a ser de ganhos, com os índices animados pelo facto do Governo francês ter ontem anunciado que vai investir 10,5 mil milhões de euros na compra de dívida subordinada dos seis maiores bancos franceses.

Por cá, a Portugal Telecom cai 3,85% para os 5,263 euros, mas já desvalorizou mais de 4% penalizada pelo facto da Merrill Lynch ter revisto em baixa o seu preço-alvo de 8,00 euros para os 7,00 euros por acção, mantendo a sua recomendação de 'neutral',

A mesma casa de investimento baixou de 6,00 euros para os 4,00 euros, com uma avaliação de 'Underperform', a Zon que segue a perder 2,50% para os 4,401 euros.

A pressionar está também a Jerónimo Martins que afunda 7,55% para os 4,299 euros e o Banco Comercial Português que desliza 2,81% para os 1,004 euros, contrariando a tendência da restante banca, com o Banco Espírito Santo e com o Banco BPI a ganharem 0,12% para os 8,21 euros e 1,67% para os 1,891 euros, respectivamente.

A travar maiores perdas está essencialmente a Galp Energia, que aprecia 2,86% para os 7,56 euros. A EDP Renováveis avança 1,23% para os 4,605 euros enquanto a Energias de Portugal desliza 0,04% para os 2,682 euros.

Ver comentários
Outras Notícias