Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Telecomunicações impulsionam Bolsa nacional; PSI20 ganha 0,54% (act.)

A Bolsa nacional abriu a subir, impulsionada pelas empresas de telecomunicações, no dia em que passou a vigorar o novo horário de negociação, com início às 08h00. O PSI20 apreciava 0,54% e o PSI30 crescia 0,49%.

João Mata 01 de Fevereiro de 2002 às 08:21
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A Bolsa nacional abriu a subir, impulsionada pelas empresas de telecomunicações, no dia em que passou a vigorar o novo horário de negociação, com início às 08h00. O PSI20 apreciava 0,54% e o PSI30 crescia 0,49%.

O PSI20 [PSI20] marcava 7.701,77 pontos, com 13 empresas a subir, quatro a perder e três inalteradas, enquanto o PSI30 estava nos 3.664,13 pontos.

A Portugal Telecom (PT) [PTC] valorizava 0,69% para os 8,71 euros. A PT Inovação vai «abrir formalmente» uma subsidiária no Brasil no próximo dia 7 de Fevereiro, no primeiro passo da sua internacionalização, disse ontem ao Negocios.pt Paulo Nordeste, presidente executivo da empresa do Grupo PT.

A Vodafone Telecel [TLE] registava uma progressão de 1,05% para os 9,65 euros, enquanto a Sonae.com [SNC], que controla a operadora móvel Optimus, avançava 0,97% para cotar nos 3,13 euros.

A Electricidade de Portugal (EDP) [EDP] trepava 0,43% para os 2,36 euros. A eléctrica espanhola Endesa está interessada em adquirir a posição de 19% detida pela EDP na Companhia de Electricidade do Rio de Janeiro, confirmou fonte oficial da CERJ ao Negocios.pt, avançando que «não há negociações neste momento».

A EDP investiu 2,01 milhões de euros para garantiu uma participação suplementar de 1,4% na Iven, elevando a sua posição para os 74,52%, através de uma oferta pública de aquisição (OPA) lançada sobre a sua participada brasileira e cujos resultados foram apurados na quarta-feira, adiantou fonte oficial da Bovespa ao Negocios.pt.

A Brisa [BRISA] progredia 0,41% para os 4,90 euros, no dia em que a sua participada Companhia de Concessões Rodoviárias (CCR) dispersa 20% do capital na Bolsa de São Paulo. Aquele valor pode aumentar no futuro até aos 49%, segundo adiantou Manuel Lamego, administrador da Brisa Internacional, citado pelo «Diário Económico».

Os títulos do sector bancário também seguiam com ganhos, com o Banco Comercial Português (BCP) [BCP] a valorizar 0,25% para os 4,07 euros e o BPI [BPIN] a crescer 1,63% para os 2,50 euros.

Ver comentários
Outras Notícias