Bolsa Tensões comerciais não dão descanso a Wall Street

Tensões comerciais não dão descanso a Wall Street

As bolsas norte-americanas ainda chegaram a tocar no verde, mas só o Dow Jones se aguentou à tona. Os receios de que não haja acordo comercial entre Washington e Pequim esta semana, levando os EUA a impor novas tarifas aduaneiras sobre alguns produtos chineses já a partir de sexta-feira, continuaram a pressionar.
Tensões comerciais não dão descanso a Wall Street
Carla Pedro 08 de maio de 2019 às 21:15

O Standard & Poor’s 500 encerrou a ceder 0,16% para 2.879,42,42 pontos e o tecnológico Nasdaq Composite recuou 0,26% para 7.943,32 pontos.

 

Em contrapartida, o Dow Jones conseguiu números ligeiramente positivos, com uma subida marginal de 0,01% para 25.967,33 pontos.

A marcar o sentimento dos investidores pela negativa continuam a estar as tensões comerciais entre os Estados Unidos e a China. Isto numa altura em que crescem os receios de que as duas maiores economias do mundo não alcancem um acordo esta semana.

Liu He, o representante comercial do presidente chinês, Xi Jinping, regressa amanhã – a viagem chegou a estar marcada para hoje – a Washington para uma nova ronda de conversações comerciais, mas intensifica-se a especulação sobre se haverá um entendimento a tempo de não ser imposto um aumento das tarifas aduaneiras.

No passado domingo, 5 de maio, a Casa Branca intensificou a pressão sobre a China, ao anunciar que a partir do dia 10 os EUA irão impor tarifas aduaneiras adicionais sobre produtos chineses se não houver acordo comercial.

 

O chefe da Casa Branca especificou que as tarifas de 10% sobre o equivalente a 200 mil milhões de dólares em produtos chineses importados pelos EUA irão subir para 25% a partir de sexta-feira e que "em breve" serão impostas tarifas de 25% sobre o equivalente a mais 325 mil milhões de dólares de produtos oriundos da China.

 

Com esta "ameaça", chegou-se a recear que a China desistisse de enviar a sua delegação a Washington, mas Pequim manteve o seu plano de prosseguir as conversações. Resta saber se as duas partes conseguirão um entendimento.




Marketing Automation certified by E-GOI