Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Títulos com maior peso no PSI-20 elevam bolsa nacional (act.)

A bolsa nacional conseguiu inverter a tendência de queda, encerrando a subir. As valorizações dos três títulos com maior peso no PSI-20, EDP, BCP e PT, impulsionaram o índice para um ganho de 0,16%.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 23 de Junho de 2006 às 16:56
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A bolsa nacional conseguiu inverter a tendência de queda, encerrando a subir. As valorizações dos três títulos com maior peso no PSI-20, EDP, BCP e PT, impulsionaram o índice para um ganho de 0,16%.

O PSI-20 [psi20] subiu para os 9.440,65 pontos, com 12 acções a subir, cinco a cair e três inalteradas.

A Energias de Portugal (EDP) [edp] apreciou 0,69% para os 2,93 euros, um dia depois da eléctrica ter anunciado que o conselho de administração decidiu pedir à comissão executiva, liderada por António Mexia, para iniciar o processo de venda da operadora de telecomunicações ONI.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a EDP anunciou que «o Conselho de Administração da EDP, em reunião realizada, deliberou mandatar a Comissão Executiva para iniciar um processo tendente à eventual alienação da participação accionista de 56,61% detida pelo Grupo EDP na Oni SGPS».

Para além deste anúncio, o empresário Stanley Ho, revelou ontem que quer aumentar a sua participação na EDP dos actuais «cerca de 3 para 10%» do capital social da empresa.

Ontem ao final do dia, o Banco Comercial Português (BCP) [bcp] também anunciou a sua disponibilidade para alienar a participação que detém na ONI.

O BCP encerrou o dia a crescer 0,44% para os 2,27 euros, uma tendência também verificada pelo Banco Espírito Santo (BES) [besnn], que fechou a ganhar 0,19% para os 10,47 euros. O Banco BPI [bpin] contrariou, recuando 0,34% para os 5,81 euros.

A Portugal Telecom (PT) [ptc] valorizou 0,21% para os 9,53 euros, contribuindo igualmente para a subida da bolsa nacional.

Fora do PSI-20, a Portucel [ptcl] ganhou 1,37% para os 2,22 euros, depois de ontem o Governo ter aprovado os termos gerais de privatização da empresa, operação em que o Estado vai vender a totalidade do capital que detém na empresa de pasta e papel e que é de 25,72%.

De destacar ainda a subida de 2,4% para os 8,10 euros da Ibersol [ibrs], depois de ontem a empresa ter anunciado que celebrou um contrato promessa para a aquisição de uma participação de controlo numa sociedade espanhola que explora 31 unidades «Burger King».

Outras Notícias