Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

TMT e farmacêuticas lideram ganhos na Europa

As principais Bolsas europeias encerraram a ganhar, impulsionadas pelas farmacêuticas e pelas empresas de tecnologias, media e telecomunicações (TMT). O Euro Stoxx 50 valorizou 1,49%.

João Mata 21 de Agosto de 2001 às 18:44
  • Partilhar artigo
  • ...
As principais Bolsas europeias encerraram a ganhar, impulsionadas pelas farmacêuticas e pelas empresas de tecnologias, media e telecomunicações (TMT). O Euro Stoxx 50 valorizou 1,49%.

O Euro Stoxx 50, que reúne as 50 maiores empresas europeias em termos de capitalização bolsista, marcava 3.691,79 pontos, enquanto o norte-americano Nasdaq [CCMP] crescia 0,38% para os 1.888,56 pontos.

Em Madrid, o IBEX [IBEX] progrediu 0,07% para os 8.196 pontos, registando o menor ganho entre os principais índices europeus. A petrolífera Repsol avançou 1,39% para os 18,25 euros (3.659 escudos) e as acções do Banco Bilbao Vizcaya Argentaria (BBVA) apreciaram 0,85% para os 14,13 euros (2.833 escudos).

Na Bolsa de Paris, o CAC [CAC] ganhou 0,91% para os 4.834,87 pontos, com a farmacêutica Aventis a liderar as subidas, ao progredir 3,44% para os 84,25 euros (16.891 escudos), depois da corretora Bear & Sterns ter avançado com uma recomendação de «compra» para este título, com um «preço alvo» de 105 euros (21.051 escudos).

O DAX [DAX] germânico estava nos 5.227,45 pontos, a subir 0,38%. A fabricante de «software» para empresas SAP [SAP3] valorizou 2,51% para os 154,02 euros (30.878 escudos), invertendo a tendência de quebra apresentada nas quatro sessões anteriores, enquanto a Infineon [IFX], subsidiária da Siemens [SIE], ganhou 6,58% para os 24,15 euros (4.842 escudos).

Em Londres, o FTSE [UKX] avançou 1,36% para os 5.430,30 pontos, com a farmacêutica GlaxoSmithKline a subir 2,06% para as 18,80 libras (29,87 euros ou 5.988 escudos) e a Vodafone, maior operadora móvel mundial e que controla a Telecel Vodafone, a apreciar 3,91% para as 1,33 libras (2,11 euros ou 423 escudos).

O MIBTEL [MIBTEL], de Milão, registou uma progressão de 0,1% para os 24.881 pontos. A petrolífera ENI, que controla uma posição de 33,34% no capital da Galp Energia, valorizou 0,85% para os 14,13 euros (2.833 escudos).

Na Bolsa de Amesterdão, o AEX [AEX] terminou nos 529,30 pontos, a ganhar 1,23%, com os títulos do grupo financeiro ING a registarem uma progressão de 2,32% para negociarem nos 36,53 euros (7.324 escudos), e a distribuidora Ahold, que controla 49% da Jerónimo Martins Retalho, a avançar 2,28% para os 33,60 euros (6.736 escudos).

Ver comentários
Outras Notícias