Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

TMT impulsionam abertura da BVLP; PSI20 ganha 1,08% (act.)

A Bolsa de Valores de Lisboa e Porto (BVLP) abriu a sessão a valorizar, impulsionada pelas empresas de telecomunicações, media e tecnologia (TMT). O PSI20 crescia 1,08% e o PSI30 avançava 1,19%.

Duarte Costa 13 de Novembro de 2001 às 10:18
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A Bolsa de Valores de Lisboa e Porto (BVLP) abriu a sessão a valorizar, impulsionada pelas empresas de telecomunicações, media e tecnologia (TMT). O PSI20 crescia 1,08% e o PSI30 avançava 1,19%.

O índice de referência da BVLP, o PSI20 [PSI20], marcava 8.082,94 pontos, seguindo os ganhos dos restantes índice europeus, com os investidores optimistas de que a queda de ontem do avião da American Airlines não foi um ataque terrorista. O PSI30 subia para os 3.848,26 pontos, enquanto o Euro Stoxx subia 2,41% para os 3.640,15 pontos, depois de ter caído 2,45% na sessão anterior.

A Portugal Telecom [PLTM] valorizava 1,72% para os 9,46 euros (1.897 escudos), enquanto a sua congénere espanhola, a Telefónica, ganhava 3,97% na Bolsa de Madrid. A TMN, operadora móvel da PT, anunciou ontem que estima poupar «muitas dezenas de milhões de contos em investimentos», com o recente acordo com a ONI para a partilha de infra-estruturas na nova rede UMTS.

A PT Multimédia [PTM] negociava inalterada nos 8,33 euros (1.670 escudos), enquanto a PTM.com [PTD] crescia 3,60% para os 2,30 euros (461 escudos).

A Electricidade de Portugal [EDP], principal accionista da operadora de telecomunicações ONI, avançava 0,78% para os 2,59 euros (519 escudos), enquanto a Brisa [BRISA], que também participa na ONI, deslizava 0,4% para os 9,95 euros (1.995 escudos).

A Cofina [COFI], que anunciou ontem que a Investec, «sub-holding» do grupo para a área dos media e conteúdos, concluiu o seu projecto de restruturação com vista à maximização dos recursos e das estruturas, trepava 3,26% para os 2,22 euros (445 escudos).

A ParaRede [PARA] somava 4,82% para os 0,87 euros (174 escudos), enquanto a Impresa [IPR] subia 5% para os 2,31 euros (463 escudos).

A Jerónimo Martins [JMAR] trepava 2,50% para os 8,20 euros (1.644 escudos), enquanto a Modelo Continente [MCON] avançava 1,81% para os 1,69 euros (339 escudos), com rumores de uma possível parceria entre os dois maiores grupos retalhistas de Portugal.

A Vodafone Telecel [TLE], que apresenta resultados do primeiro semestre fiscal na próxima quinta-feira, ganhava 3% para os 8,25 euros (1.654 escudos), depois da empresa «mãe», a britânica Vodafone, ter contabilizado nos resultados do primeiro semestre menos activos do que os esperado pelos analistas.

A Sonae SGSP [SON] subia 2,44% para os 0,84 euros (168 escudos), enquanto a Sonae.com [SNC] valorizava 5,06% para os 3,53 euros (708 escudos), com os investidores a especularem sobre o plano de reestruturação do grupo liderado por Belmiro de Azevedo.

Outras Notícias