Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

TMT lideram perdas na abertura da Bolsa nacional (act)

A BVLP iniciou a sessão a desvalorizar, arrastada pelas TMT a liderar as perdas, com o BCP a evitar maior desvalorização. O PSI20 recuava 0,05% e PSI30 descia 0,16%, apesar de ontem o Governo ter admitido rever as taxas de tributação das mais valias.

Duarte Costa 06 de Julho de 2001 às 10:02
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A Bolsa de Valores de Lisboa e Porto (BVLP) iniciou a sessão a desvalorizar, arrastada pelas TMT a liderar as perdas, com o Banco Comercial Português (BCP) [BCP] a evitar maior desvalorização. O PSI20 recuava 0,05% e PSI30 descia 0,16%, apesar de ontem o Governo ter admitido rever as taxas de tributação das mais valias.

O PSI20 [PSI20] iniciou a sessão a deslizar para os 8.329,59 pontos, enquanto o PSI30 [PSI30] recuava para os 3.839,58 pontos. O Governo anunciou ontem que iria rever a tributação das mais valias, com o objectivo de tornar a Bolsa nacional mais competitiva.

A Portugal Telecom [PLTM], no último dia em que transacciona em ex-direito, caía 1,08% para os 8,26 euros (1.656 escudos), enquanto a PT Multimedia [PTM] perdia 0,17% para os 11,73 euros (2.352 escudos).

A «dotcom» do Grupo liderado por Murteira Nabo, a PTM.com [PTD], após ter desvalorizado ontem mais de 8% negociava nos 2,28 euros (457 escudos), com uma perda 0,87%.

O BCP ganhava 1,32% para os 4,61 euros (924 escudos), enquanto a Brisa [BRISA], que está a dez dias da sessão espacial de Bolsa da última fase de privatização, caía 0,49% para os 10,15 euros (2.035 escudos).

A Sonae SGPS [SON] iniciou inalterada nos 0,85 euros (170 escudos), depois de Belmiro de Azevedo ter afirmado que a «holding» poderá reduzir posições em empresas participadas.

A Modelo Continente [MCON], participada da Sonae para o sector da distribuição, subia 1,50% para os 1,35 euros (271 escudos), enquanto a Sonae.com [SNC] desvalorizava 1,09% para os 2,72 euros (545 escudos).

A Electricidade de Portugal [EDP] deslizava 0,70% para os 2,84 euros (569 escudos), enquanto a maior cimenteira nacional, a Cimpor [CIMP], negociava inalterada nos 24 euros (4.812 escudos).

A ParaRede [PARA] caía 1,32% para os 0,75 euros (150 escudos), enquanto a Impresa cotava nos 2,80 euros (561 escudos), a perder 0,36%.

Ver comentários
Outras Notícias