Bolsa Valeant perde 45% e tira milhões a Bill Ackman e John Paulson

Valeant perde 45% e tira milhões a Bill Ackman e John Paulson

As acções da Valeant Pharmaceuticals perdem quase 45% esta terça-feira, com a empresa cada vez mais perto de cair nas mãos dos credores.
A carregar o vídeo ...
Negócios com Bloomberg 15 de março de 2016 às 16:26

A Valeant Pharmaceutical está a ser alvo da fúria dos investidores. Depois de no final do ano passado a farmacêutica ter sido acusada de falsear os dados das vendas através de uma rede de "farmácias-fantasma", os resultados dos últimos três meses de 2015 não foram bem recebidos pelo mercado.

Além disso, a empresa está em risco de não conseguir apresentar o relatório e contas anual até à data-limite de 31 de Março, o que, a ocorrer e sem um acordo dos detentores de dívida, colocaria a empresa nas mãos dos credores.

As acções da Valeant cedem 44,63% para 38,23 dólares e estão a provocar perdas severas nos seus maiores investidores. Um deles é Bill Ackman (na foto), que detém 9% da empresa e está a sofrer menos valias de 892 milhões de dólares. Também John Paulson está a enfrentar perdas de 435 milhões de dólares só na sessão desta terça-feira.

Nos últimos três meses de 2015, o lucro por acção ficou abaixo do esperado pelos analistas (2,50 dólares quando o esperado era 2,61) e obrigou a farmacêutica a cortar as projecções de lucros e receitas deste ano. E se a situação já não era famosa, a revelação do presidente-executivo da empresa, Mike Pearson, de que afinal as previsões eram ainda mais baixas que o previamente comunicado, levaram a uma maior desconfiança do mercado. 





pub

Marketing Automation certified by E-GOI