Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Vendas decepcionantes da Alcoa pressionam Wall Street

Os principais índices bolsistas dos EUA abriram em baixa, penalizados pelas vendas abaixo do esperado da Alcoa no primeiro trimestre.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 13 de Abril de 2010 às 14:35
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...
Os principais índices bolsistas dos EUA abriram em baixa, penalizados pelas vendas abaixo do esperado da Alcoa no primeiro trimestre.

O índice industrial Dow Jones segue a ceder 0,06%, fixando-se nos 10.999,47 pontos. Ontem o Dow Jones fechou acima dos 11.000 pontos pela primeira vez desde Setembro de 2008.

O S&P 500 perde 0,05% para se estabelecer nos 1.195,94 pontos. Por seu lado, o índice tecnológico Nasdaq desvaloriza 0,11% para 2.455,25 pontos.

A Alcoa apresentou ontem os seus resultados após o fecho das praças do outro lado do Atlântico, tendo sido a primeira listada do Dow Jones a reportar as contas do primeiro trimestre.

Apesar de a maior produtora de alumínio dos EUA ter anunciado uma redução das perdas, em termos homólogos, o volume de negócios foi inferior ao esperado: 4,89 mil milhões de dólares, contra uma estimativa média dos analistas de 5,23 mil milhões de dólares.

A Alcoa segue assim a perder cerca de 3%, para 14,15 dólares, anulando os ganhos de ontem, num dia em que o UBS também procedeu a uma uma revisão em baixa das suas acções, de “comprar” para “neutral”, tendo revisto em baixa o seu preço-alvo, de 17 para 16 dólares.

“As vendas desanimadoras da Alcoa foram mal recebidas pelos mercados”, comentou à Bloomberg um estratega do Deutsche Bank, Jim Reid.

A Harley-Davidson também está a negociar no vermelho, depois de o Deutsche Bank ter cortado a recomendação para as suas acções, de “comprar” para “manter”.

Segundo as estimativas dos analistas inquiridos pela Bloomberg, os lucros totais das empresas listadas no Standard & Poor’s 500 deverão ter aumentado 30% no primeiro trimestre face ao período homólogo de 2009.

Veja também:
As cotações dos principais índices

A evolução das acções do Dow Jones e Nasdaq 100

Ver comentários
Outras Notícias