Bolsa Wall Street aplaude resultado das eleições. Bolsas sobem 1%

Wall Street aplaude resultado das eleições. Bolsas sobem 1%

As bolsas dos Estados Unidos estão a subir, depois de os democratas terem recuperado a Câmara dos Representantes e de os republicanos terem reforçado a sua posição no Senado.
Wall Street aplaude resultado das eleições. Bolsas sobem 1%
Reuters
Rita Faria 07 de novembro de 2018 às 14:40

O resultado amplamente esperado das eleições intercalares nos Estados Unidos - em que os democratas recuperaram a maioria na Câmara dos Representantes, enquanto os republicanos reforçaram a sua posição no Senado – está a ser bem recebido em Wall Street, à semelhança do que acontece nos mercados accionistas globais.

 

O índice industrial Dow Jones ganha 0,89% para 25.862,55 pontos, enquanto o tecnológico Nasdaq sobe 1% para 7.450,01 pontos. Já o S&P500 valoriza 0,99% para 2.782,96 pontos.

 

Ainda que uma Câmara dos Representantes controlada pelos democratas possa criar obstáculos à implementação de mais medidas de estímulo orçamental, por parte da administração Trump, não significará uma reversão das medidas de desregulamentação e alívio da carga fiscal que já estão no terreno, e que tiveram uma forte influência na subida das acções desde as eleições de 2016.

 

Para os republicanos, os resultados não foram piores do que podiam recear e apontam para um impasse político que era amplamente esperado pelos investidores, levando-os a regressar ao mercado, que viveu em Outubro o seu pior mês em sete anos.

 

"Muito do que estava a travar o mercado era o medo do que poderia acontecer, e o facto de a incerteza ter terminado vai acabar com isso", afirmou Brad McMillan, director de investimentos da Commonwealth Financial em Waltham, Massachusetts, citado pela Reuters.

 

Num sinal claro do aumento do apetite pelo risco, empresas como a Apple e a Amazon estão em alta. Amazon ganha 2,57% para 1.684,99 dólares, enquanto a Apple soma 0,92% para 205,65 dólares. 

Esta quarta-feira inicia-se ainda a reunião de dois dias da Reserva Federal dos Estados Unidos, que deverá manter os juros inalterados. O mercado antecipa que a próxima subida ocorrerá na reunião de Dezembro.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI