Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Wall Street cai com mais pedidos de subsídio de desemprego e recuo tecnológico

Os principais índices acionistas norte-americanos encerraram no vermelho, penalizados sobretudo pelo facto de os investidores estarem a vender posições nas tecnológicas. O inesperado aumento dos pedidos de subsídio de desemprego nos EUA apontam para uma retoma frágil do mercado de trabalho, o que também esteve a pressionar.

Reuters
Carla Pedro cpedro@negocios.pt 18 de Fevereiro de 2021 às 21:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Dow Jones encerrou a ceder 0,38% para os 31.493,34 pontos, depois de ontem ter tocado nos 31.643,70 pontos, o valor mais alto de sempre.

 

Já o Standard & Poor’s 500 deslizou 0,44% para 3.913,97 pontos. Na negociação intradiária de terça-feira tocou nos 3.950,43 pontos – o que constituiu um novo máximo histórico – antes de fechar em baixa.

 

Por seu lado, o tecnológico Nasdaq Composite desvalorizou 0,72% para 13.865,36 pontos. Anteontem, apesar de ter terminado no vermelho, chegou durante a sessão a fixar um novo recorde, nos 14.174,56 pontos.

 

Os intervenientes de mercado têm estado a desinvestir nas tecnológicas, aproveitando também para procederem à tomada de mais-valias depois do forte rally, o que esteve a penalizar a negociação.

 

As ações da Apple, Microsoft, Tesla e Alphabet cederam entre 0,5% e 1,2%, pressionando tanto o S&P 500 como o Nasdaq.

 

Já o Facebook fechou a recuar 1,53% para 269,39 dólares, numa altura em que Wall Street avalia as implicações da sua decisão de bloquear todos os conteúdos noticiosos na Austrália (que queria ser paga por eles).

 

A pesar esteve igualmente o sinal de que o mercado laboral está ainda frágil. O Departamento norte-americano do Trabalho anunciou hoje que os novos pedidos de subsídio de desemprego totalizaram 861.000 na semana passada (contra 848.000 na precedente), em parte talvez devido às solicitações deste apoio estatal relacionadas com o encerramento temporário de fábricas automóveis decorrente de uma escassez mundial de chips semicondutores.

 

Tratou-se da quarta semana consecutiva de aumento dos pedidos de subsídio de desemprego nos EUA.

Ver comentários
Saber mais wall street dow jones s&p 500 Nasdaq bolsas EUA
Outras Notícias