Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Wall Street fecha no vermelho com Apple a não conseguir convencer investidores

Tecnológica de Tim Cook chegou a valorizar quase 5% durante a sessão desta terça-feira, mas novos modelos não impressionaram o mercado e levaram a Apple a fechar no vermelho.

Bloomberg
André Cabrita-Mendes andremendes@negocios.pt 09 de Setembro de 2014 às 21:49
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

Wall Street fechou a sessão desta terça-feira, 9 de Setembro, no vermelho. A perspectiva de que a reserva federal norte-americana pode vir a aumentar as taxas de juro mais cedo do que o esperado, está a deixar os investidores apreensivos.

 

O Dow Jones fechou a perder 0,57% para os 17.013,87 pontos. Destaque para os ganhos da Microsoft (0,62%) e da Coca-Cola (0,38%) que registaram duas das maiores subidas do índice. Entre as maiores quedas encontra-se a Goldman Sachs (-1,59%) e a McDonalds (-1,52%).

 

O índice tecnológico Nasdaq encerrou a descer 0,87% para 4.552,285 pontos. A Amazon fechou a cair mais de (-3,68%), enquanto o Yahoo (-2,46%), a  Google (-2,48%) e o Facebook (-1,57%) também fecharam no vermelho.

 

A tecnológica Apple apresentou hoje a nova versão do seu smartphone iPhone 6. Mas os dois novos modelos não convenceram os investidores pela falta de novidade em relação ao que tinha vindo a ser "desvendado" nas últimas semanas, com a empresa liderada por Tim Cook a recuar 0,37% para 97,99 dólares, um recuo assinalável depois de ter estado a subir quase 5% durante a sessão.

 

Já o índice S&P 500 - que agrega as 500 maiores cotadas nos Estados Unidos - encerrou a perder 0,69% para 1.987,65 pontos. Os investidores receiam que Janet Yellen, presidente da Fed, aumente as taxas de juro depois da divulgação de dados económicos que atestam que o bom estado da economia norte-americana não precisa da ajuda da autoridade monetária.

Ver comentários
Saber mais Wall Street bolsas Estados Unidos Nasdaq Dow Jones S&P 500 Apple
Mais lidas
Outras Notícias