Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Wall Street recua à espera da época de resultados e com mira em Washington

As praças do outro lado do Atlântico, que nas últimas sessões estabeleceram novos recordes sucessivos com a perspetiva de mais estímulos devido à "onda azul", arrancaram a semana no vermelho.

Reuters
Carla Pedro cpedro@negocios.pt 11 de Janeiro de 2021 às 21:10
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Dow Jones encerrou a ceder 0,29% para os 31.008,69 pontos, depois de na sexta-feira ter tocado um máximo de sempre, nos 31.193,40 pontos.

 

Por seu lado, o Standard & Poor’s 500 recuou 0,66% para 3.799,61 pontos, após ter atingido na última sessão o valor mais alto da sua história, nos 3.826,69 pontos.

 

Já o tecnológico Nasdaq Composite desvalorizou 1,25% para 13.036,43 pontos. Na negociação intradiária de sexta-feira marcou um novo recorde, nos 13.208,09 pontos.

 

A "onda azul" nos EUA, depois de os democratas recuperarem o controlo do Senado, viabilizará mais facilmente novos estímulos orçamentais no país e tem ajudado ao entusiasmo na negociação, mas hoje os investidores optaram pela prudência, enquanto avaliam os acontecimentos em Washington depois do ataque ao Capitólio na semana passada por parte de apoiantes de Donald Trump.

 

Amanhã, a Câmara dos Representantes vota para instar o vice-presidente Mike Pence a apoiar a retirada do Trump do poder ainda antes de 20 de janeiro, dia da tomada de posse de Joe Biden. A acontecer, será Pence que assumirá a presidência nos restantes dias até à entrada da nova Administração.

 

Alguns investidores receiam que a aprovação de novos estímulos possa atrasar-se, numa altura em que a câmara baixa do Congresso apresentou uma resolução com vista ao "impeachment" de Trump, acusando-o de incitamento à insurreição devido ao violento ataque ao Capitólio.

 

Por outro lado, na sexta-feira arranca a época de divulgação de resultados do quarto trimestre e os investidores começam já a analisar as perspetivas. O pontapé de saída na apresentação de contas será dado pela banca, com destaque para o JPMorgan.

Ver comentários
Saber mais wall street dow jones s&p 500 Nasdaq bolsas EUA
Outras Notícias