Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Wall Street abre com ligeiras perdas na expectativa por novos dados económicos

As bolsas norte-americanas iniciaram a semana a registar pequenas quedas enquanto os investidores aguardam por dados relativos ao mercado laboral e pelas resoluções da Reserva Federal que serão conhecidos esta semana.

Bloomberg
David Santiago dsantiago@negocios.pt 28 de Julho de 2014 às 14:51
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O índice Dow Jones abriu a descer 0,07% para 16.948,4 pontos e o Nasdaq a cair 0,01% para 4.449,30 pontos, enquanto o Standard & Poor’s 500 começou a semana a deslizar menos de 0,1% para 1.977,38 pontos.

 

As principais praças norte-americanas abriram a primeira sessão da semana na expectativa em relação a vários dados económicos. Os investidores pesam a tendência positiva dos resultados trimestrais da maioria das cotadas e os números relativos ao mercado laboral e às decisões da Fed que serão conhecidos com o decorrer da semana.

 

Cerca de 79% das cotadas norte-americanas que já apresentaram resultados conseguiram ultrapassar as estimativas dos analistas no que diz respeito aos lucros, enquanto 66% ultrapassaram as projecções relativas às vendas.

 

Esta semana apresentam resultados algumas das maiores cotadas do S&P 500, entre as quais a Pfizer e a American Express. O S&P 500 já recuperou 7% em 2014, enquanto se projecta que os lucros trimestrais do segundo trimestre verifiquem a mais rápida subida em quase três anos.

 

Na próxima quarta-feira, 30 de Julho, a Reserva Federal termina a reunião mensal de dois dias e deverá anunciar, segundo afirmam os economistas consultados pela agência Bloomberg, um novo corte de 10 mil milhões de dólares, para 25 mil milhões de dólares, na compra mensal de activos económicos pela autoridade monetária central.  

 

Por outro lado, no seio da Fed permanece vivo o debate acerca de quanto mais tempo deverão as taxas de juro de referência permanecer perto de zero à medida que o mercado laboral evolui num sentido positivo e a inflação se aproxima da meta de 2%, definida pela autoridade monetária como ideal. 

 

A AcelRx Pharmaceuticals cai 34,88% para 7,0528 dólares após a farmacêutica ter referido que o tratamento para dores da Zalviso falhou a aprovação do regulador.

 

A Pfizer perde 0,49% para 30,19 dólares e a American Express desce 1,31% para 91,93 dólares.

 

A contrariar a tendência estás a Dollar Tree que segue a ganhar 6,97% para 58 dólares após a companhia ter acordado a compra da rival Family Dollar por 74,50 dólares por acção num negócio que deverá totalizar cerca de 8,5 mil milhões de dólares.

 

Esta compra já foi aprovada, por unanimidade, pelas administrações de ambas as companhias e deverá ficar concluída no início de 2015, criando um grupo com vendas de aproximadamente 18 mil milhões de dólares e mais pontos de venda do que a competidora Wal-Mart Stores. 

 

(Notícia actualizada às 14h54m com cotações)

Ver comentários
Saber mais Standard & Poor's 500 Nasdaq Dow Jones Pfizer American Express Fed
Outras Notícias