Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsas dos EUA sobem após queda de pedidos de subsídios de desemprego

As principais praças norte-americanas iniciaram a sessão a subir, depois de o Departamento do Trabalho ter revelado que o número de pedidos de subsídios de desemprego caiu para mínimos de 2000. Esta quinta-feira aguarda-se pela apresentação de resultados de várias cotadas do S&P 500.

Bloomberg
David Santiago dsantiago@negocios.pt 29 de Janeiro de 2015 às 14:47
  • Partilhar artigo
  • ...

O índice Dow Jones começou a sessão desta quinta-feira a avançar 0,26% para 17.235,55 pontos. Também o Standard & Poor’s 500 começou o dia a ganhar menos de 0,1% para 2.002,34 pontos, depois de duas sessões em que fechou em queda. Desde o início de 2015, o S&P 500 já desvalorizou 2,8%, isto depois de em 2014 ter renovado por várias vezes máximos históricos.

 

O sector tencológico está a contrariar este sentimentos, com o Nasdaq a iniciar o dia a recuar ligeiros 0,03% para 4.636,621 pontos.

 

Os investidores norte-americanos estarão atentos à apresentação de resultados de 52 cotadas do S&P 500, nomeadamente de empresas como a Google, a Visa e a Amazon. Entre as cotadas no S&P 500 que até agora já apresentaram resultados, 76% conseguiram ultrapassar as estimativas dos analistas, segundo dados compilados pela agência Bloomberg.

 

A estimular os ganhos das praças norte-americanas está a redução do número de cidadãos norte-americanos a requisitar subsídios de desemprego. Na semana finda a 24 de Janeiro, o número de pedidos de subsídio de desemprego caiu em 43 mil para um total de 265 mil, o valor mais baixo desde Abril de 2000 segundo dados apresentados esta quinta-feira pelo Departamento do Trabalho norte-americano. 

 

Em plena época de apresentações de resultados, a Ford anunciou lucros de 26 cêntimos por acção no quarto trimestre de 2014, um resultado que superou as estimativas dos analistas que apontavam para lucros de apenas 22 cêntimos por acção. A Ford iniciou a sessão a apreciar 0,94% para 14,596 dólares.

 

A McDonald’s começou o dia a somar 3,32% para 91,73 dólares, depois de a maior cadeia de "fast-food" ter anunciado o nome de Steve Easterbrook como o próximo CEO da empresa, substituindo no cargo Don Thompson a partir de 1 de Março.

 

Por fim, a Apple abriu a ganhar 0,58% para 115,98 dólares, após na sessão desta quarta-feira, aquela que é a maior companhia mundial, ter registado a maior subida diária bolsista (+5,65%) em nove meses. Isto depois de a Apple ter anunciado lucros recorde de 18 mil milhões de dólares (cerca de 16 mil milhões de euros) no primeiro trimestre do seu ano fiscal de 2015, que comparam com os 13 mil milhões em período homólogo.

 

(Notícia actualizada às 14h54 com mais informações)

Ver comentários
Saber mais Standard & Poor's 500 Dow Jones Nasdaq Departamento do Trabalho Ford Apple McDonald's
Outras Notícias