Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Wall Street abre em alta apoiada nos resultados de cotadas e na expectativa em torno da Fed

As principais praças norte-americanas abriram a negociar em terreno positivo impulsionadas pela apresentação de resultado das empresas, isto no dia em que tem início o encontro mensal de dois dias da Reserva Federal. As encomendas de bens duradouros caíram inesperadamente em Setembro.

Bloomberg
David Santiago dsantiago@negocios.pt 28 de Outubro de 2014 às 13:43
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

O índice Dow Jones abriu a sessão desta terça-feira a somar 0,43% para 16.889,4 pontos, acompanhado pelo tecnológico Nasdaq que iniciou o dia a avançar 0,49% para 4.507,70 pontos.

 

O Standard & Poor’s 500 começou a sessão a subir 0,2% para 1.965,92 pontos.

 

A suportar os ganhos registados neste início de sessão está a apresentação de resultados de várias cotadas norte-americanas.

 

De acordo com dados compilados pela agência Bloomberg, até ao momento cerca de 80% das cotadas que compõem o S&P500 que já divulgaram resultados, ultrapassaram as estimativas dos economistas, sendo que 61% ultrapassaram as previsões de receitas.

 

Os investidores também estão na expectativa face ao encontro mensal de dois dias da Reserva Federal que começa já esta terça-feira. Espera-se que a instituição liderada por Janet Yellen anuncie o fim do programa de compra de activos, depois de o montante ter vindo a ser diminuído ao longo dos últimos meses.

 

Já a taxa de juro deverá manter-se em níveis próximos de zero "por um período considerável de tempo", segundo Yellen referida nas minutas relativas ao encontro da Fed de Setembro.

 

Já esta manhã foram conhecidos novos dados sobre as encomendas de bens duradouros que em Setembro caíram inesperadamente pelo segundo mês consecutivo.

 

Já depois da abertura da negociação bolsista serão divulgados os últimos dados sobre a confiança dos consumidores, que segundo uma sondagem feita pela Bloomberg deverá ter crescido em Outubro.

 

A Pfizer segue a apreciar 0,55% para 29,19 dólares depois de ter registado vendas de 12,4 mil milhões de dólares no terceiro trimestre, um número que ficou acima das estimativas dos economistas. A farmacêutica anunciou ainda lucros de 57 cêntimos por acção, acima da média das estimativas que apontavam para 55 cêntimos.

 

A Amgen soma 4,54% para 154,925 dólares após ter anunciado lucros no exercício deste ano de pelo menos 8,45 dólares por acção, o que consubstancia uma revisão em alta face à previsão de lucros anterior em que perspectivava que os lucros não superassem os 8,40 dólares por acção.

 

Já a T-Mobile está a avançar 1,57% para 28,4301 dólares numa altura em que a empresa deverá, segundo a Bloomberg, conquistar até ao final deste ano entre 4,3 e 4,7 milhões de novos clientes de subscrições mensais.

 

(Notícia actualizada às 13h50 com mais informação)

Ver comentários
Saber mais S&P500 Dow Jones Nasdaq bolsas EUA Wall Street Janet Yellen Reserva Federal T-Mobile Pfizer Amgen
Mais lidas
Outras Notícias