Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Wall Street em alta ligeira com investidores a aguardarem posição da Reserva Federal

Responsáveis da Reserva Federal falam hoje e amanhã, com o mercado à espera de ser esclarecido sobre se a política de estímulos económicos é para continuar.

Negócios 21 de Maio de 2013 às 14:42
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As bolsas norte-americanas negoceiam em alta mas com fracas variações, com os investidores a aguardarem declarações dos responsáveis da Reserva Federal, que deverão dar mais pistas sobre se a actual política de estímulos é para manter ou aliviar.

 

O Dow Jones soma 0,30% para 15.380,7 pontos e o Nasdaq ganha 0,12% para 3.500,69 pontos. O S&P 500, que ontem aliviou dos novos máximos históricos fixados na segunda-feira, segue a subir 0,1% para 1.667,68 pontos.

 

O presidente da Fed de St. Louis fará esta terça-feira um discurso em Frankfurt, com os investidores a aguardarem que dê pistas sobre o plano de compra de obrigações por parte do banco central.

 

O presidente da Reserva Federal dos EUA é quarta-feira presente ao Congresso para dar o seu testemunho sobre as perspectivas para a economia norte-americana. O discurso é o principal destaque da semana, já que será acompanhado de perto pelos investidores globais, na busca de pistas sobre os próximos passos na política monetária. Isto numa altura em que alguns governadores começam a pedir a diminuição dos estímulos à economia.

 

Entre os membros do Comité de Operações no Mercado Aberto (FOMC), o organismo que define a política monetária da Fed, tem subido de tom os apelos daqueles que sempre foram mais cépticos em relação ao programa de compra de activos ("quantitative easing"). Mas mesmo alguns mais moderados, como o presidente da Fed de São Francisco, têm vindo dizer que esse estímulo pode começar a abrandar "já este Verão".    

 

Ontem as acções norte-americanas inverteram para terreno negativo depois do presidente da Fed de Chicago ter sinalizado que era favorável a uma retracção nos estímulos económicos, pois a economia melhorou “substancialmente”.    

 

(notícia actualizada às 15h20)

 

Ver comentários
Saber mais Wall Street Dow Jones Nasdaq Fed
Mais lidas
Outras Notícias