Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Wall Street marca novos recordes com redução dos pedidos de subsídio de desemprego nos EUA

As praças norte-americanas estiveram também a ser sustentadas pela intenção do Banco Central Europeu de incrementar os estímulos na Zona Euro, se necessário.

Bloomberg
Carla Pedro cpedro@negocios.pt 06 de Novembro de 2014 às 21:06
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

O Dow Jones encerrou a somar 0,40% para 17.554,02 pontos, o que constitui um novo máximo histórico.

 

Em recordes esteve também o Standard & Poor’s 500, que terminou a subir 0,4% para 2.031,03 pontos.

 

O índice tecnológico Nasdaq Composite, por seu lado, avançou 0,38% para 4.638,46 pontos.

 

As bolsas de Wall Street estiveram a ser animadas sobretudo pela redução dos pedidos de subsídio de desemprego na semana passada nos EUA, que diminuíram em 10.000 (para um mínimo de três semanas).

 

A contribuir para o bom desempenho dos índices dos EUA esteve também o anúncio do presidente do BCE, Mario Draghi, de que está pronto a implementar mais medidas de estímulo se isso for necessário.

 

Já ontem os principais mercados accionistas do outro lado do Atlântico tinham fechado em alta, sustentados pela vitória dos Republicanos nas eleições intercalares nos EUA e pelo anúncio de que o sector privado contratou mais trabalhadores no mês passado do que aquilo que era esperado pelos economistas.

 

A Tesla Motors esteve em destaque pela positiva, depois de projectar "vários anos" de crescimento de 50% das vendas.

 

Também a Whole Foods Market esteve em alta, animada pelos lucros trimestrais acima do esperado.

Ver comentários
Saber mais Wall Street bolsa S&P 500 Dow Jones Nasdaq Composite
Outras Notícias