Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Wall Street marca novos máximos de fecho

Os principais índices do outro lado do Atlântico encerraram em alta, pela oitava sessão consecutiva, animados pelos resultados trimestrais acima do esperado por parte do Citigroup.

Bloomberg
Carla Pedro cpedro@negocios.pt 15 de Julho de 2013 às 21:31
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...

O índice industrial Dow Jones encerrou a somar 0,13%, fixando-se nos 15.484,34 pontos, naquele que é o seu máximo de sempre num fecho de sessão. O máximo histórico é de 15.542,40 pontos.

 

Também o Standard & Poor’s 500 estabeleceu um novo recorde de fecho, ao avançar 0,1% para 1.682,58 pontos. Trata-se também da oitava valorização consecutiva e o índice não registava uma série de ganhos tão longa desde 4 de Janeiro passado.

 

Os anteriores máximos do S&P 500 num encerramento de sessão tinham sido fixados nas passadas quinta e sexta-feira. Antes disso, tinha sido marcado a 21 de Maio, nos 1.669,16 pontos.

 

O índice de referência mundial já anulou assim tudo aquilo que tinha perdido desde 21 de Maio, data em que Ben Bernanke aludiu à possibilidade de a Fed poder em breve começar a retirar os incentivos económicos no âmbito da terceira ronda de “flexibilização quantitativa” (QE3), que se tem traduzido na compra mensal de dívida no valor de 85 mil milhões de dólares.

 

Uma vez que Bernanke na semana passada semana mostrou um apoio mais declarado aos estímulos à economia, Wall Street tem estado a reagir em alta. Hoje as subidas foram menos expressivas, a aliviar um pouco da euforia, mas o movimento altista manteve-se.

 

Por seu lado, o índice tecnológico Nasdaq terminou a jornada a valorizar 0,21% para 3.607,49 pontos.

 

O sector financeiro foi o que teve melhor desempenho na sessão de hoje, com os resultados acima do esperado por parte do Citigroup em destaque. Na sessão passada, tinham sido os lucros acima das estimativas dos analistas para o JPMorgan Chase e o Wells Fargo que contribuíram para a tendência.

 

Os bons resultados do Citi acabaram por compensar os dados decepcionantes relativos às vendas no retalho em Junho. O banco norte-americano fechou a sessão a ganhar 2%.

 

A ajudar na jornada de hoje esteve também o anúncio de que a actividade industrial na região de Nova Iorque cresceu este mês ao ritmo mais rápido dos últimos cinco meses.

Ver comentários
Saber mais Wall Street Nasdaq Dow Jones S&P 500 máximos fecho
Outras Notícias