Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Wall Street no vermelho com confiança dos consumidores em baixa

No Nasdaq, destaque para a subida de 7,54% do eBay depois de a companhia anunciar hoje que vai criar uma empresa separada para o Paypal - sistema de pagamentos online - para combater o avanço da Google e da Apple nos pagamentos digitais.

Bloomberg
André Cabrita-Mendes andremendes@negocios.pt 30 de Setembro de 2014 às 21:29
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As principais bolsas norte americanas negociaram em terreno vermelho na sessão desta terça-feira, 30 de Setembro.

 

O índice industrial Dow Jones caiu 0,16% para os 17.043,31 pontos, enquanto o tecnológico Nasdaq Composite desceu 0,28% para os 4.493,391 pontos. Já o índice S&P 500 - que agrega as principais empresas cotadas nos Estados Unidos - perdeu 0,3% para 1.972,39 pontos.

 

No Nasdaq, destaque para a subida de 7,54% do eBay para os 56,63 dólares. A companhia anunciou hoje que vai criar uma empresa separada para o Paypal - o sistema de pagamentos online. A nova companhia poderá vir a valer 47 mil milhões de dólares e deverá ter maior capacidade para forjar alianças com retalhistas e companhias financeiras.

 

Esta é a resposta do retalhista eBay às movimentações das tecnológicas Google e Apple para transformar os seus gadgets em ferramentas de pagamento digital.

 

No Dow Jones, destaque para as quedas da McDonald's (-1,18%) e da petrolífera Chevron (-1,03%), e para as subidas da Visa (1,43%) e da Coca-Cola (1,21%).

 

A queda de Wall Street acontece depois de os dados económicos hoje divulgados deixarem os investidores apreensivos. A confiança dos consumidores norte-americanos caiu em Setembro para mínimos de quatro meses, à medida que a confiança no mercado laboral diminui.

 

Os investidores estão a analisar os dados económicos norte-americanos para avaliar quando é que a Reserva Federal pode vir a aumentar as taxas de juro da referência.

 

A presidente da Fed, Janet Yellen, anunciou a 18 de Setembro que a taxa de referência vai-se manter próxima de zero por um "tempo considerável", mas os mercados receiam que dados económicos positivos possam reverter esta situação.

 

Outro dos factores a pressionar os mercados norte-americanos foi a notícia - avançada pela Bloomberg - que a Rússia poderá vir a impor controlos de capital para estancar a saída de dinheiro do país.

 

A fuga de capitais é um sinal de que as sanções norte-americanas e europeias a Moscovo - pelo seu envolvimento no Leste da Ucrânia - estão a surtir efeito. 

Ver comentários
Saber mais Wall Street bolsas Estados Unidos Nasdaq Dow Jones S&P 500
Outras Notícias