Dividendos Navigator mantém dividendos nos 200 milhões

Navigator mantém dividendos nos 200 milhões

Dividendo por ação volta a ficar próximo dos 28 cêntimos e prémios aos trabalhadores aumentam para 23 milhões de euros.
Navigator mantém dividendos nos 200 milhões
João Castelo Branco é o presidente do Conselho de Administração da Navigator
Pedro Ferreira/Correio da Manhã

A proposta de remuneração aos acionistas da Navigator, que vai ser votada na assembleia geral de 9 de abril, mantém o pagamento de um total de 200 milhões de euros.

 

De acordo com a proposta, publicada na CMVM, cada ação será remunerada com um dividendo de 27,943 cêntimos, o que se situa em linha com os dois dividendos do ano passado que somaram 27,894 cêntimos por ação (o regular de 23,71 cêntimos e a distribuição de reservas de 4,184 cêntimos).

 

À remuneração que a empresa de pasta e papel pretende pagar este ano corresponde uma rendibilidade de 6,5%, tendo em conta a cotação de fecho dos títulos (4,286 euros) esta segunda-feira, 18 de março.

 

A Navigator fechou 2018 com um resultado líquido de 225,1 milhões de euros, um crescimento de 8% face ao exercício anterior. Dado que optou por manter o dividendo, o payout desce para 89%.

 

No que diz respeito ao pagamento de prémios aos trabalhadores, há lugar a um aumento. A participação dos colaboradores nos lucros é de 23 milhões de euros, o que representa 10,2% do lucros. No ano passado foram aprovados 17,2 milhões de euros.

Nova administração inclui três mulheres 

A proposta que a administração vai levar à assembleia-geral mantém João Castello Branco como presidente, extinguindo as duas vice-presidências e alargando o número de administradores de 13 para 14.

De saída estão Diogo da Silveira, que já tinha indicado que iria abandonar a liderança executiva da empresa, e Luís Caldeira Deslandes. Na altura do anúncio, Diogo da Silveira referiu que Castello Branco iria assumir também o lugar de CEO interinamente até à escolha de um novo presidente executivo.

O conselho de administração passa a contar com três mulheres: Maria Teresa Aliu Presas, Mariana Belmar da Costa e Sandra Maria Soares Santos, cumprindo a legislação, que impõe um mínimo de 20% de representação de cada género nos conselhos de administração.

Continuam como vogais do conselho de administração António Pereira Redondo, José Carreira de Araújo, Nuno Araújo Santos, João Paulo Araújo Oliveira, Adriano da Silva Silveira, José Gens Paredes, Manuel Ferreira Regalado, Paulo Garcês Ventura, Ricardo Pacheco Pires e Vítor Rocha Novais Gonçalves.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI