Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Acordo da PT com a Media Capital tem impacto "neutral a positivo"

O acordo entre a Portugal Telecom e a Media Capital para a venda do negócio de distribuição do sinal de televisão tem um impacto "neutral a positivo" para ambas as empresas, consideram os analistas do BPI, apesar de não terem sido divulgados números. Dest

Raquel Godinho rgodinho@negocios.pt 22 de Abril de 2008 às 12:10

O acordo entre a Portugal Telecom e a Media Capital para a venda do negócio de distribuição do sinal de televisão tem um impacto "neutral a positivo" para ambas as empresas, consideram os analistas do BPI, apesar de não terem sido divulgados números. Desta forma, a operadora liderada por Zeinal Bava reforça a sua presença no segmento televisivo.

A Media Capital anunciou, esta manhã, em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), que celebrou um acordo para vender à PT o negócio da sua rede de distribuição de sinal de televisão, uma medida que permite à operadora concorrer sozinha à Televisão Digital Terrestre (TDT).

Também a empresa de telecomunicações anunciou em comunicado enviado ao regulador do mercado que acertou com a RTP, a SIC e a TVI as condições de distribuição destes canais na rede de televisão digital, caso a PT saia vencedora do concurso para a rede de transmissão dos canais gratuitos.

Os responsáveis do BPI consideram que esta notícia tem um impacto "neutral a positivo para a Media Capital, Prisa e PT, apesar de não terem sido divulgados números". Deste modo, a operadora tem acesso a uma rede que pode usar como base para o lançamento da infra-estrutura da TDT. "Esta infra-estrutura é chave para a PT reforçar a sua presença no segmento de televisão, pretendida melhorando a sua estratégia de ‘triple-play’, e deste modo defende-se melhor da concorrência, nomeadamente da Zon Multimédia", refere o analista Tiago Veiga Anjos no "Iberian Daily" de hoje.

As acções da PT [PTC] seguiam em alta de 0,13% para os 7,615 euros, enquanto as da Media Capital avançavam 2,66% para os 6,18 euros.

Outras Notícias
Publicidade
C•Studio