A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Adiamento do IPO da Tecnho Trend tem impacto “negativo” na Novabase

Os analistas são unânimes: o adiamento do IPO da Tecnho Trend é “negativo” para a Novabase. O Caixa BI afirma que envia um sinal ao mercado de objectivo não atingido da gestão da Novabase, já o BPI salienta que o encaixe vai acontecer mais tarde que o pre

Paulo Moutinho 28 de Novembro de 2007 às 10:06
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os analistas são unânimes: o adiamento do IPO da Tecnho Trend é "negativo" para a Novabase. O Caixa BI afirma que envia um sinal ao mercado de objectivo não atingido da gestão da Novabase, já o BPI salienta que o encaixe vai acontecer mais tarde que o previsto. O Millennium bcpi espera um impacto nas suas estimativas do balanço anual.

A Novabase emitiu, ontem, um comunicado ao mercado onde anunciou o adiamento da oferta pública inicial (IPO) da sua subsidiária da divisão de TV Digital, a Tecnho Trend, para o início do próximo ano, justificando com a situação difícil dos mercados de capitais.

Para o BPI, "este poderá ser um sinal de que a procura [pelas acções da Tecnho Trend] ficou aquém das estimativas e/ou que o intervalo de preços já anunciado (4,90 a 6,20 euros) poderá vir a sofrer alterações".

Na opinião de Carlos Jesus, analista do Caixa BI, "o insucesso do IPO envia um sinal ao mercado de um objectivo não atingido da gestão da Novabase", mas ao mesmo tempo, destaca, "a Tecnho Trend encontra-se em expansão e a gerar margens cada vez maiores".

"Contudo, a manutenção da Tecnho Trend no perímetro de consolidação da Novabase vai continuar a exigir investimentos adicionais ao nível do ‘working capital’ e ‘capex’, o que tem sido recorrente na empresa", afirma o banco de investimento da CGD na sua nota diária.

O BPI afirma que, em primeiro lugar, o adiamento do IPO da holandesa Tecnho Trend "implica que o primeiro passo na saída da Novabase das suas actividades não ‘core’ e que o encaixe com a operação [a Novabase vai vender até 13,53% da sua posição no aumento de capital] irá acontecer mais tarde do que o anunciado".

O "atraso poderá ter algum impacto nas nossas previsões anuais do balanço da Novabase, no entanto, precisaremos de uma maior clarificação sobre a forma como a empresa vai apresentar os seus números anuais", afirma o analista Luis Colaço do Millennium bcp Investimento.

O banco reiterou a sua avaliação de 4,90 euros para a Novabase [nba] e a recomendação de "comprar". O BPI manteve o "target" nos 5,40 euros e a recomendação de "manter", bem como o Caixa BI que continua com uma recomendação de "acumular" e um preço-alvo de 6,80 euros. As acções da Novabase seguiam a cair 1,01% para 3,93 euros.

Outras Notícias