Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Analistas do BES e BPI são estrelas em Espanha

Os bancos de investimento portugueses estão a afirmar-se cada vez mais em Espanha. Num mercado onde da concorrência fazem parte os maiores nomes do sistema financeiro mundial, as instituições nacionais são das mais certeiras nas estimativas para as acções

Patrícia Silva Dias patriciadias@negocios.pt 13 de Março de 2007 às 06:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os bancos de investimento portugueses estão a afirmar-se cada vez mais em Espanha. Num mercado onde da concorrência fazem parte os maiores nomes do sistema financeiro mundial, as instituições nacionais são das mais certeiras nas estimativas para as acções espanholas.

O "ranking" da norte-americana Starmine, divulgado ontem pelo diário espanhol Expansión, distingue dois bancos de investimento portugueses entre os três melhores a cobrir o mercado espanhol. São eles a Espírito Santo Research (ESR) e o BPI Investimento. No "top 5" dos melhores analistas, três dos eleitos trabalham para estas duas instituições nacionais.

A análise da Starmine obedece a um conjunto diversificado de critérios, no entanto a correlação entre as previsões e o posterior desempenho do mercado é fundamental na atribuição do "ranking". A par do sucesso das recomendações, é também tido em conta o número de empresas cobertas pela instituição. Em ambas as situações, os bancos nacionais conseguem distinguir-se: são certeiros na avaliação das acções e são dos que cobrem o maior número de empresas.

A "pontaria" das casas nacionais distingue-se tanto na cobertura das grandes empresas espanholas, que integram o índice de referência Ibex35, como no segmento de pequenas e médias empresas. O BPI investimento é considerado o segundo melhor banco de investimento na cobertura da "primeira divisão" da bolsa espanhola, seguindo 29 empresas. A ESR surge na terceira posição do "ranking" da Starmine e é das casas que acompanha o maior número de empresas daquele mercado: 32 no total. À frente dos portugueses só se encontra o Dresdner Kleinworth.

Quanto ao mercado de "small&mid caps", o banco de investimento do BES encontra-se classificado na quarta posição – atrás do líder Banesto, do Ibersecutirties e do Santander – e cobre 18 empresas. Já ao BPI é atribuída a quinta posição deste segmento. O banco segue 25 acções.

ESR tem a melhor analista

Mas não é só ao nível global que as instituições nacionais estão a dar cartas. Três dos cinco melhores analistas distinguidos pela Starmine pertencem aos bancos portugueses. Neste quadro, a ESR surge em grande destaque.

O acompanhamento dos sectores de distribuição e indústria valeu a Paula Albarrán, da ESR, a distinção de melhor analista de Espanha em 2006. A analista segue algumas das empresas mais fortes de Espanha, como a Inditex e a Gamesa, mas este reconhecimento terá tido origem na recomendação de compra da Acerinox, que valorizou 74%. Seguem-se Dario Vila do Citigroup e Manuel Cantalapiedra do Banesto.

A Eva Hernandez, também da ESR, foi atribuída a quarta melhor classificação, o que considera ser "o trabalho de uma grande equipa, dividida entre Portugal e Espanha", disse ao Jornal de Negócios. A sua convicção no potencial do Sabadell foi a previsão mais certeira, já que as acções subiram 57%. Para esta analista, que também segue os bancos nacionais, o BBVA é a grande aposta para 2007. Quanto a Portugal, Eva Hernandez afirma que é difícil fazer uma previsão para o sector da banca, tendo em conta a OPA do BCP sobre o BPI. No entanto, refere que "independentemente do que acontecer com a OPA, o BCP tem valor em termos de fundamentais".

Enrique Soldevilla Manrique do BPI é considerado o quinto melhor analista. Ao ter em mãos um dos sector mais "quentes" do mercado, a electricidade, este analista conseguiu ganhar grande visibilidade no último ano, em parte devido à restrição que muitas casas de investimento estavam obrigadas por causa das operações de concentração neste sector. Enagás e REE são as principais apostas do analista do BPI, que em Portugal acompanha a EDP. Nenhum dos analistas distinguidos pela Starmine em Espanha é português.

Outras Notícias