Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bank of America eleva preço-alvo da PT para 8,75 euros

O Bank of America aumentou a avaliação da Portugal Telecom de 8,50 para 8,75 euros, mantendo uma recomendação de "comprar". O banco de investimento destaca que a operadora está a registar um bom desempenho no mercado doméstico e que o Brasil pode oferecer oportunidades, factores que sustentam o novo preço-alvo.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 12 de Março de 2010 às 11:42
  • Partilhar artigo
  • 3
  • ...
O Bank of America aumentou a avaliação da Portugal Telecom de 8,50 para 8,75 euros, mantendo uma recomendação de "comprar". O banco de investimento destaca que a operadora está a registar um bom desempenho no mercado doméstico e que o Brasil pode oferecer oportunidades, factores que sustentam o novo preço-alvo.

O banco norte-americano recomenda “comprar” acções da Portugal Telecom, numa altura em que o preço-alvo foi elevado para 8,75 euros, o que confere às acções da operadora de telecomunicações um potencial de valorização de 7,10 % face ao valor actual dos títulos.

Numa nota de análise, a que o Negócios teve acesso, o Bank of America - Merrill Lynch considera que a PT “está a defender bem o seu mercado doméstico”, tendo alcançado, em 2009, “um dos melhores desempenhos entre os congéneres europeus”.

A Telefónica deve realizar alterações das suas operações no Brasil e “a PT pode beneficiar directa ou indirectamente” destas mudanças, refere o Bank of America. Além disso, destaca que “qualquer consolidação na actividade móvel brasileira vai ser um [factor] extra positivo para a PT”.

PT “é das poucas incumbentes europeias a crescer”

Uma outra nota de investimento, da Kepler Research, considera que os “resultados sólidos do quatro trimestre de 2009 reforça a nossa perspectiva de que [a PT] é uma das poucas acções com crescimento entre os incumbentes europeus”.

“Esperamos um aumento no ‘cash flow’ nos próximos três anos dado aos ganhos correntes na quota de mercado na televisão paga e na banda larga”. O controlo de custos e do capex (investimento de capital), bem como o “crescimento robusto no mercado emergente” também deverá contribuir para esta evolução.

Apesar da perspectiva, a casa de investimento manteve a recomendação de “comprar” com um preço-alvo de 10 euros, um valor que confere aos títulos um potencial de valorização de 22,4%. As acções da PT seguem a valorizar 0,89% para 8,17 euros.

Ver comentários
Outras Notícias