Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BBVA sobe avaliação da Nos em 29% para 7,5 euros

O banco de investimento subiu o preço-alvo das acções da Nos de 5,80 euros para 7,50 euros, devido aos resultados positivos de 2014 e à revisão das perspectivas para 2015. A recomendação de "comprar" foi mantida.

Os analistas salientam o 'aumento significativo da quota de mercado nos últimos três anos' e destacam 'o desempenho operacional da Nos' para justificar a escolha da empresa como 'top pick'. Mas há um outro argumento que merece mais destaque: dividendos. Os analistas accreditam que a empresa vai apostar numa política de distribuição de lucros pelos seus accionistas mais atractiva. 'Actualmente prevemos que o dividendo possa aumentar a um ritmo médio anual de 28,5% entre 2016 e 2020 de 0,16 euros para 0,43 euros' no período em análise.  O CaixaBI avalia a Nos em 6,50 euros, o que confere às acções da operadora um potencial de subida de 16,5%.
Miguel Baltazar/Negócios
Vera Ramalhete veraramalhete@negocios.pt 18 de Março de 2015 às 12:37
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

O BBVA reviu em alta a avaliação da Nos, para 7,50 euros, o que representa uma subida de 29% face ao anterior preço-alvo de 5,80 euros. A nova avaliação representa um ganho potencial de 24% face à actual cotação das acções de 6,03 euros. O banco de investimento manteve a recomendação de "outperform" ("comprar").

 

O banco destaca dois factores para a revisão positiva das perspectivas da Nos: o aumento do fluxo de caixa, devido à diminuição das despesas de capital (capex), e a diminuição do prémio de risco das acções. "Realçamos que a Nos fez progressos visíveis na sua estratégia em 2014", escreve a equipa de analistas, liderada por Ivón Leal. Os analistas destacam o crescimento de subscritores da Nos (em 13%) e o aumento da quota de mercado (22%) no sector móvel em 2014. A possibilidade de crescimento das margens de lucro em 2015 devido às sinergias em curso e a consolidação do estatuto da empresa em Portugal são dois outros factores apontados na nota de análise publicada esta quarta-feira.

 

"2014 mostrou que o plano estratégico da Nos está em andamento e confirma a nossa tese que a empresa tem espaço significativo para crescer, apoiado nas oportunidades de vendas, sinergias pendentes e a perspectiva de recuperação do mercado num cenário macroeconómico de melhoria", escreve a equipa de analistas.

 

O BBVA analisa positivamente a entrada da Altice no mercado português, que não deverá representar uma ameaça, mas sim contribuir para uma maior racionalização dos preços. A "venda plausível" da Cabovisão deverá levar ao fim da estratégia disruptiva de preços da Vodafone e consolidar um panorama competitivo mais estável, escrevem os analistas na nota de "research".  

 

A tendência de crescimento no segmento empresarial e no sector móvel, acima das expectativas, poderá levar a uma revisão das estimativas para a empresa e, consequentemente, uma nova subida da avaliação, até os 8,80 euros por acção.

 

As acções da Nos recuam, esta quarta-feira, 0,76% para os 6,03 euros.

 

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro. 

Ver comentários
Saber mais BBVA Nos acções preço-alvo comprar outperform research
Outras Notícias